keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Em janeiro, SC cresce acima da média nacional e tem alta de 3,7% no setor de serviços

Quando comparado com dezembro de 2020, Santa Catarina também avançou (2%) no setor de serviços.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina, o de serviços, fechou janeiro com alta de 3,7% em volume frente ao mesmo mês de 2020. O desempenho do Estado foi bem acima da média nacional (-4,7%) e o melhor da região Sul, já que Paraná (-9,2%) e Rio Grande do Sul (-9,1%) apresentaram queda. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (9), na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE.

Os dados positivos da variação mensal de janeiro em Santa Catarina foram puxados, principalmente, pelos serviços profissionais, administrativos e complementares (31,1%); informação e comunicação (8,7%); transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (0,8%), outros serviços (0,8%). A única queda foi nos prestados às famílias (-22,5%).

“O crescimento em janeiro nos mostra a importância e a força da representatividade catarinense neste momento pandêmico em que atravessamos. Crescemos quase que na mesma proporção em que a média nacional caiu. Este dado é muito relevante neste momento desafiador. Mostra que podemos avançar e nos inspira a continuar nesta trajetória trabalhando em conjunto para medidas e ações que gerem oportunidades e segurança ao catarinense”, declara o Secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.”, declara o Secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.

SC também avança na comparação com dezembro

Quando comparado com dezembro de 2020, Santa Catarina também avançou (2%) no setor de serviços. É o melhor resultado catarinense desde setembro e superior ao crescimento nacional, de 0,6%. Já em relação ao indicador de receita nominal, o acréscimo do Estado foi de 1,2%, terceiro maior resultado do país.

Já no acumulado de 12 meses, o setor de serviços catarinense apresentou queda de 3,7%. No país, a baixa nessa comparação foi ainda maior, alcançando queda de 8,3%.

Tanto o volume quanto a receita nominal das atividades turísticas no Estado catarinense apresentaram resultados 4,3% maiores em janeiro de 2021, do que os registrados em dezembro do último ano. Os resultados também são superiores à média nacional, que avançou 0,7% em volume e recuou 2,2% em receita nominal.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Economia

SC tem a segunda indústria mais competitiva do País

No Fórum Reinventa-SC, realizado pela FIESC nesta quarta-feira, dia 25, lideranças industriais afirmaram que a partir das mudanças na geografia da produção mundial, o estado deve ampliar o protagonismo na cadeia de insumos internacionais

Economia

Rastreamento veicular é alternativa contra prejuízos com furtos e roubos

Novas tecnologias baratearam o serviço. Veja no vídeo do Visor Manhã

Economia

Gasolina será vendida a R$4,99 o litro em postos de Santa Catarina esta semana

O Dia do Imposto Zero acontece em todo país nesta época do ano

Economia

Preço do diesel nos postos marca novo recorde; gasolina recua

Preço médio do litro do diesel no país foi de 6,943 nesta semana, renovando o maior valor nominal desde que a ANP passou a fazer levantamento semanal de preços, em 2004

Economia

Agronegócio registra superávit de US$ 43,7 bilhões até abril

Apenas no mês de abril, o agronegócio exportou US$ 14,9 bilhões

Mais notícias

Tempo

Fim de semana deve ser de muita chuva em Santa Catarina

Além da previsão de chuvas persistentes, as temperaturas devem ser mais altas do que nos últimos dias

Brasil

Ministro Fábio Faria compara pesquisa do Datafolha a duendes e Papai Noel

Em agosto de 2020, no entanto, Faria comemorou um levantamento do Datafolha que mostrava que Bolsonaro havia atingido sua melhor avaliação desde o início do mandato