keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

“Ele é tipo um cachorro que ataca uma pessoa, mais ou menos isso. É um ser irracional”, diz advogado de autor da chacina em creche

Advogado encaminhou pedido de Habeas Corpus e solicitou exame de sanidade mental

X
Foto: Roberto Bortolanza/NDTV

O advogado Demetryus Eugenio Grapiglia, responsável pela defesa do jovem Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, que invadiu a creche Pró-Infância Aquarela, em Saudades, concedeu uma entrevista exclusivamente ao portal ClicRDC, contando detalhes da conversa que teve com o jovem nas últimas semanas. Na segunda-feira (17), Demetryus encaminhou pedido de Habeas Corpus para o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) e para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) além de solicitar exame de sanidade mental

“Identificamos e juntamos os documentos do caso e já foi feito um Habeas Corpus para o Tribunal de Justiça de Santa Catarina e outro para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília na segunda-feira (17), reivindicando a realização imediata do exame de insanidade mental. Uma vez que seja comprovado que ele não entende o caráter ilícito dos atos dele, ele será imputável e encaminhado para tratamento psiquiátrico e não para a prisão. A defesa discorda dessa não realização do exame, porque isso evita perda de tempo”, diz o advogado Demetryus Eugenio Grapiglia

Diálogo com Fabiano

“Conversei com ele no presídio por duas vezes. Ele não consegue conversar ‘coisa com coisa’, não consegue desenvolver ideias, ele não consegue se lembrar das coisas que você conversou com ele há dois minutos. Evidente que eu não sou psicólogo ou psiquiatra para poder fazer uma avaliação que ele é um doido varrido, que ele não entende o caráter do que ele fez. Mas, qualquer pessoa que converse com ele, a grosso modo, verá que ele não tem discernimento, não sabe o que está acontecendo”, diz o advogado Demetryus

“Ele é tipo um cachorro que ataca uma pessoa, mais ou menos isso. É um ser irracional. Vendo a situação é claro que você fica com raiva, o cara foi lá e matou as crianças, matou as pessoas. É totalmente natural e compreensível a revolta das pessoas. Ao passo que se verifica que ele é exatamente igual a um animal, que não tem condições de entender o que está acontecendo com ele, as coisas mudam de figura. É diferente uma pessoa que cometeu um assassinato bárbaro de outra que não entendeu o que aconteceu. Isso é importante até para esclarecer para a população, porque ele não tem um motivo justificável, porque ele não tem um motivo justificável, não foi um evento traumático que repercutiu na vida dele”, destacou.

Fonte: ClicRDC

Segurança

Derramamento de esterco em rodovia provoca dois acidentes em rodovia de SC

Apesar do susto, nenhum dos motoristas sofreu ferimentos

Segurança

Acidente impressionante! Mulher perde controle e invade telhado de casa com moto em Brusque

Vítima manobrava Honda/Biz quando perdeu controle e invadiu telhado da casa

Segurança

Câmara de Vereadores de Piçarras é furtada

Foi registrado, entre a noite desta quinta-feira (17) e madrugada de sexta-feira (18), um furto na Câmara de Vereadores de Piçarras. A Polícia Militar, Civil e o Instituto Geral de Perícias estiveram no local para […]

Segurança

Pai chega buscar filho na escola e encontra criança amarrada a cadeira

Um pai chegou na escola para buscar seu filho e descobriu que a criança estava amarrada a uma cadeira dentro da sala de aula em Vitória, no Espirito Santo. O estudante foi amarrado no horário […]

Segurança

Homem é preso por estupro de vulnerável em Caçador

O suspeito foi interrogado e encaminhado ao Presídio Regional de Caçador

Mais notícias

Mundo

Grupo invade escola, mata policial e sequestra 80 alunos

Ataque é o terceiro sequestro em massa em três meses

Utilidade Pública

Obedecendo todos os protocolos de segurança, loja da Águas de Penha reabre

Colaboradores utilizam equipamentos de proteção e os clientes devem obedecer ao distanciamento entre as pessoas