keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Dupla que perseguiu e matou traficante no meio da rua em Porto Belo é presa

Os criminosos perseguiram a vítima de carro desde a sua residência, por diversas ruas da cidade, efetuando disparos de arma de fogo

X
Divulgação

Uma operação conjunta entre Polícia Civil de Santa Catarina e Polícia Civil do Paraná resultou na prisão dos autores do homicídio registrado no mês de abril na cidade de Porto Belo. O homicídio, que aconteceu no dia 16/04, ganhou grande repercussão.

Naquele dia, os criminosos perseguiram a vítima de carro desde a sua residência, por diversas ruas da cidade, efetuando disparos de arma de fogo e ainda chegaram a descer do veículo no pátio de um posto de combustíveis efetuando os disparos em meio a diversas pessoas que estavam no local.

No mesmo dia do crime, após investigações preliminares e representação pela expedição de mandado de busca e apreensão na residência da vítima, restou apreendido em poder de um familiar da vítima uma pistola .380 municiada, duas máquinas de contar dinheiro, bolsas e mala com reais e dólares, totalizando a quantia de R$ 4.130.000,00 (quatro milhões, cento e trinta mil reais).

Durante as investigações do homicídio apurou-se que a vítima estava envolvida com o tráfico de drogas e que um dos autores do homicídio, J.B., de 20 anos de idade, trabalhava para a vítima, sendo que em dezembro de 2020 planejou e executou um roubo, levando mais de um milhão de reais da vítima, ocasião em que um dos assaltantes foi A.A.B, de 40 anos de idade, sendo ele também o autor dos disparos que mataram a vítima.

Após a conclusão das investigações, devidamente comprovada a autoria, materialidade e motivação do crime, através das imagens angariadas, prova testemunhal, da apreensão do veículo utilizado pelos autores e das perícias realizadas pelo Instituto Geral de Perícias, representou-se pela prisão preventiva de J.B e de A.A.B e pela expedição de mandado de busca e apreensão nas residências utilizadas pelos investigados.

Ainda, descobriu-se que J.B. estava escondido na cidade de Maringá, em contato com Policiais Civis da Seção de Furtos e Roubos de Maringá, conseguiram descobrir a casa onde J.B. estava.

Na manhã de terça-feira (25), foi deflagrada a operação policial para cumprimento dos mandados de busca e apreensão e de prisão, na residência de J.B. em Maringá foi apreendido uma pistola calibre .380, com dois carregadores, um revólver calibre .38, diversas munições e duas placas de colete balístico.

Foram cumpridas buscas também nas cidades de Balneário Camboriú e Camboriú, contando com o apoio de policiais da DIC – Divisão de Investigações Criminais de Balneário Camboriú e policiais das Delegacia de Polícia de Itapema, Porto Belo e Bombinhas, sendo obtidas informações dando conta do paradeiro dos foragidos.

Com base nas informações angariadas pelos Policiais Civis de Santa Catarina, Policiais Civis do Paraná e Policiais Rodoviários Federais, foi possível apurar que os autores estavam na cidade de São José dos Pinhais, sendo presos na madrugada de 26/05/2021, às 02h30min, pela equipe do TIGRE – Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial da Polícia Civil do Paraná.

Para a conclusão do inquérito os presos serão interrogados e encaminhada para a perícia a pistola apreendida na residência de J.B. em Maringá, para a comparação com os projéteis retirados no corpo da vítima.

A Delegacia de Polícia Civil de Porto Belo agradece pelo brilhante trabalho prestado pelos Policiais Civis de Santa Catarina, Policiais Civis do Paraná e Policiais Rodoviários Federais, resultando a união das forças policiais na prisão dos autores deste crime e apreensões de armas de fogo.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Jovem de Camboriú desaparece após ficar sem dinheiro para quitar conta em boate de Tijucas

Dívida de R$ 4 mil fez boate segurar o carro como garantia, segundo relatos

Segurança

Cinco crianças são encontradas sozinhas em residência de SC

Crianças foram recolhidas e encaminhadas para a residência da avó paterna que se responsabilizou em ficar com os menores até a mãe buscar

Segurança

Defesa pede troca de local do júri da assassina da grávida de Canelinha

Defesa da acusada recorreu ao TJSC para requerer o desaforamento para a comarca da Capital

Mais notícias

Cidades

Pesquisa avalia hipótese de que sombra de prédios em BC traz mais conforto do que desconforto

O objetivo é apurar o modo como as pessoas reagem às condições microclimáticas

Brasil

Polícia prende Galã da Internet que aplicou golpe de R$ 320 mil em mulheres idosas

Ele entrava em contato pelas redes sociais, iniciava um romance e depois fugia com o dinheiro das vitimas