keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Dois extremos: Massa de ar polar histórica no Brasil e onda de calor centenária nos EUA

X

Enquanto uma massa de ar polar histórica se aproxima do Brasil e deve atingir metade do país e boa parte da América Latina, no Estados Unidos da América, uma onda de calor registra temperaturas extremas e há muito não sentidas.

Um termômetro em Furnace Creek, no Vale da Morte, sul da Califórnia, subiu para 54,4ºC, a maior temperatura global em mais de um século, informou o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos (NWS).

“Se confirmada, essa será a temperatura mais quente oficialmente registrada desde julho de 1913”, afirmou o NWS Las Vegas, dono do sistema de observação automatizado, sobre a leitura feita no domingo (16), lembrando que o dado era preliminar.

Devido à sua relevância, o índice precisará passar por uma revisão formal antes de ser confirmado, informou a instituição no Twitter, vinculando a publicação a um comunicado do NWS.

A estação meteorológica automatizada do NWS, perto do centro de visitantes de Furnace Creek, atingiu o ponto máximo às 15h41, horário local.

O recorde histórico no Vale da Morte, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), é de 56,7°C, registrado em 10 de julho de 1913 em Greenland Ranch. Essa leitura é a mais quente já verificada na superfície do planeta, de acordo com a OMM.

Geral

Leilão do Instituto Guga Kuerten segue até o final de setembro

IGK está leiloando camisetas oficiais de times de futebol

Geral

Hospital Marieta se prepara para iniciar tratamentos com radioterapia aos pacientes do SUS

Medida beneficiará os pacientes oncológicos dos 11 municípios que compõem a Amfri

Brasil, Geral

Medidas provisórias liberam R$ 2,5 bilhões para vacinas contra coronavírus

Os R$ 2,5 bilhões serão liberados para o Fundo Nacional de Saúde na forma de créditos extraordinários

Geral

Deputado Kennedy Nunes será relator da denúncia no Tribunal Especial de Julgamento do Governador

Kennedy terá o prazo de 10 dias, contados a partir de segunda-feira (28), para apresentar seu parecer

Geral

Ministro do STF decide que Estado terá que ajudar Hospital Ruth Cardoso com R$ 2 milhões por mês

Estado continua obrigado a prestar suporte mensal de R$ 2 milhões para manutenção dos serviços do hospital

Mais notícias