keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Detalhes sobre a morte da adolescente de 14 anos encontrada amarrada em árvore de SC

Jovem foi encontrada morta dois dias após ter desaparecido

X
Foto: Divulgação

A Polícia Civil investiga a motivação da morte da adolescente Ana Kemili, de 14 anos, encontrada amarrada em uma árvore, na Serra catarinense. O crime ocorreu em fevereiro. Na época, ela acompanhou duas amigas até suas casas. Mas, a jovem desapareceu quando fazia o trajeto de volta para casa. Ela fez o percurso a pé. 

O delegado responsável pelo caso é Thiago Gomez. Segundo ele, a jovem foi encontrada morta dois dias após ter desaparecido, sentada e amarrada em uma árvore, no interior de Campo Belo do Sul, onde residia com a família. A adolescente foi morta por estrangulamento, e um menino de 15 anos confessou a autoria do crime na mesma semana. Porém, em sua confissão, não soube dizer os motivos. Segundo o delegado, ele não teria agido sozinho e, por esse motivo, a investigação segue em andamento.

“Estamos tentando ver quem o auxiliou nisso. Em depoimento, teve horas em que ele falou que estava sozinho mas, em outras, disse que estava com algumas pessoas. Não teve credibilidade”, afirmou Gomez. O adolescente, que não teve sua identidade revelada, está internado em um Centro de Atendimento Socioeducativo. Por ter menos de 18 anos, ele responde por ato infracional. Gomez explica que, caso fosse maior de idade, ele responderia por homicídio enquanto não houvesse a conclusão dos fatos.

Todos os familiares, vizinhos e amigos de Kemili já foram ouvidos. De acordo com o delegado, o menino não tinha nenhuma relação com a vítima e, por esse motivo, a decisão da ação por vontade própria, não faz sentido para a polícia. A conclusão ainda não está encerrada e o caso corre em sigilo.

Dia do crime

Segundo o delegado, Ana Kemili estava com duas amigas no dia de sua morte. Por volta das 16h, a garota foi deixar as amigas em casa e voltava a pé quando desapareceu. Gomez não soube precisar o horário da morte, porém, acredita-se, segundo a perícia, que ela tenha morrido no local onde foi encontrada.

Fonte: ND+

Segurança

Mãe espanca filha de 7 anos e deixa criança sem comida por dias; caso é investigado

Como forma de castigo menina era deixada de joelhos na cozinha durante toda a madrugada sem poder dormir

Segurança

Polícia Civil autua em flagrante autor das mortes em Saudades

Preso foi autuado em flagrante por cinco homicídios triplamente qualificados

Segurança

Polícia apreende 167 quilos de maconha em Pinhalzinho

O motorista, de 31 anos, disse que levaria a maconha até o Rio Grande do Sul

Mais notícias

Política

Paulinho apresenta projetos de mobilidade e turismo de Bombinhas para líder do governo Bolsonaro na Câmara

Uma das regiões beneficiadas é a do Mariscal, uma das praias mais procuradas pelos banhistas que todos os anos visitam a cidade

Segurança

Mãe espanca filha de 7 anos e deixa criança sem comida por dias; caso é investigado

Como forma de castigo menina era deixada de joelhos na cozinha durante toda a madrugada sem poder dormir