keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Decreto regulamenta entrada de animais vindos de outros estados livre de febre aftosa sem vacinação em SC

O presidente da Cidasc Plínio de Castro considera um avanço que mais unidades da federação tenham obtido a certificação.

X
Foto: Simone Senger

No final de maio, seis estados conseguiram o reconhecimento como zona livre de febre aftosa sem vacinação, o mesmo que Santa Catarina ostenta desde 2007. São eles: Rio Grande do Sul, Paraná, Acre, Rondônia e partes do Amazonas e do Mato Grosso.

O decreto Nº 1.314, publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 8 de junho, regulamenta a entrada de bovinos e bubalinos em Santa Catarina, destacando os critérios que precisam ser observados. Este decreto determina regramentos para o trânsito de animais que venham destes estados com igual status sanitário.

O presidente da Cidasc Plínio de Castro considera um avanço que mais unidades da federação tenham obtido a certificação. “Agora precisamos trabalhar conjuntamente para garantir a sanidade dos rebanhos, pois é preciso atenção constante para manter o status sanitário. É a defesa agropecuária que garante os bons resultados econômicos que o setor vem apresentando, com a conquista de mercados exigentes”, afirma o presidente.

O Diretor de Defesa Agropecuária Diego Rodrigo Torres Severo destaca que Santa Catarina conquistou com muito empenho e envolvimento de diversos setores o certificado em 2007, e o mantém com variadas atividades de vigilância focadas em propriedades rurais, no trânsito, nos eventos com aglomerações de animais e nos abatedouros. Salienta que todos os estados que obtiveram essa certificação já vem trabalhando com novos procedimentos de vigilância inerentes às áreas livres sem vacinação. Ressalta ainda que é um grande passo para a região sul do Brasil, grande produtor em larga escala de proteínas de origem animal, como suínos, aves e bovinos, e que terão condições de tentar o acesso aos mercados mais exigentes do mundo, do qual Santa Catarina atualmente já possui.

Apenas animais rastreados desde o nascimento podem ingressar em Santa Catarina, pois esta é uma das garantias de que a saúde do bovino ou bubalino foi observada ao longo de todo o processo. Entre as outras exigências, pode-se destacar ainda que os animais não tenham sido imunizados com a vacina B19; que não tenham sido vacinados contra febre aftosa nos últimos 12 meses, antes do estado de origem ter recebido a certificação da OIE; que não tenham sido transportados para regiões de status sanitário inferior nos últimos três meses; que possuam laudos atestando não estarem com brucelose ou tuberculose ou sejam originários de propriedades livres destas zoonoses.

Outro alerta importante é que a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) continua sendo obrigatória. O produtor deve emiti-la no estado de origem para que acompanhe a carga, juntamente com os demais documentos que comprovem o cumprimento das exigências sanitárias.

Os produtores rurais que recebem animais oriundos de outros estados livre de febre aftosa sem vacinação tem que seguir a mesma regra vigente: notificar a Cidasc imediatamente quando houver qualquer suspeita de doença vesicular em seus rebanhos. O produtor deve ser um parceiro nos esforços para garantir a sanidade dos rebanhos catarinenses.

Fonte: Visor Notícias

Economia

Preço da gasolina pode cair, mas variação tende a ser menor em Santa Catarina

Essa expectativa surgiu depois que o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse no último domingo (5) que havia chances da Petrobras anunciar uma queda nos preços

Economia

Subida dos juros deve provocar desaceleração na economia, diz ministro

Para ele, política econômica segue caminho correto

Economia

Vendas da Black Friday tiveram crescimento discreto em SC

Diferente de 2020, as lojas físicas tiveram uma representatividade maior que as lojas online, na proporção de 60% e 40%, respectivamente

Economia

Itajaí entrega pedido para manutenção da Autoridade Portuária ao Ministro da Infraestrutura

Visita em Brasília também reforçou pleito do Município pela renovação do convênio de delegação com o Porto

Economia

Porto de São Francisco revitaliza estrutura ferroviária interna à espera da safra recorde de soja

A próxima safra de soja no Brasil, que começa no início de 2022, promete ser a maior da história. O Porto de São Francisco do Sul já se antecipou e concluiu as obras de melhoramentos […]

Mais notícias

Brasil

Ladrão invade salão de beleza logo depois de postagem de influencer e rouba relógio que ela mostrava na rede social

Um homem invadiu um salão de beleza e roubou um relógio Rolex logo após ele aparecer em uma postagem de rede social no braço de um influenciadora digital. O caso aconteceu em São Paulo e […]

Brasil

Em confronto com a polícia, oito suspeitos de assaltar agências bancárias são mortos

No local em que houve a ação policial, teriam sido encontrados explosivos e armamentos de grosso calibre.

Atendente Virtual Visor

Estou disponível, posso ajudar?

openPopup