keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Dados da Segurança Pública mostram que SC registrou em 57 dias seis feminicídios

Levantamento mostra que houve redução nos números comparado há outros anos

O Dia Internacional da Mulher é cada vez mais lembrado para reivindicar igualdade de gênero e outras lutas, principalmente relacionada à violência. Em 10 anos o Brasil registrou um aumento de 30% nos casos de feminicídio no país, segundo Atlas da Segurança. Só em 2019 morreram 4.936, sendo o maior número já registrado desde 2017.  

 

Mesmo diminuindo em Santa Catarina, segundo destacou a Secretaria de Segurança Publica do Estado, o feminicídio, apesar de ter reduzido em números no inicio de 2020, ainda se faz presente. No último Boletim Semanal, da Segurança Pública, do período de 1 de janeiro até 26 de fevereiro, foram registradas seis ocorrências no Estado. Nesse mesmo período, em 2019, foram 11 feminicídios e em 2018 e 2017, foram 5 casos registrados. 

 

Conforme a última estatística, houve uma redução é de 45,5%. No valor total por ano, 2019 registrou 58 feminicídios, 2018 foram 42 mortes e 2017 teve 52 feminicídios.

 

Texto: Brunela Maria/VisorNoticias 

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro

Segurança

Motociclista morre em acidente com carro em SC

Quando os socorristas chegaram, já não havia ninguém no local do acidente

Segurança

PM de Itapema faz operação em áreas de invasão

Operação foi no bairro Alto São Bento

Mais notícias

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro