keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Criança de 5 anos morre queimada durante ritual feito pela família para evocar espíritos

Enquanto Maria Fernanda estava viva, o suposto líder espiritual teria jogado ervas e álcool no seu corpo

Uma menina de 5 anos foi queimada viva durante um ritual de evocação de espíritos malignos feito pela própria família na cidade de Frutal, em Minas Gerais. Os avós, a tia, a mãe da criança e um suposto líder espiritual foram presos na quarta-feira (20), suspeitos do crime.

Segundo a Polícia Civil, a menina foi morta no dia 24 de março. Inicialmente, os familiares disseram que houve um acidente doméstico envolvendo uma churrasqueira na casa dos avós. Porém, as investigações apontam que a vítima foi queimada viva durante um ritual.

“O fato foi noticiado como acidente doméstico, mas após isso recebemos informações que não era acidente doméstico. A intenção das lesões, as circunstâncias e até as versões divergentes que foram sendo apresentadas durante as investigações revelaram que tinha algo oculto”, informou o delegado Murilo Antonini em entrevista para a Rádio 97, em Frutal.

As investigações apontam que ervas e álcool foram jogados no corpo da criança durante a seita. Em seguida, o líder espiritual teria ateado fogo no corpo da vítima com o uso de uma vela. Familiares da vítima estavam no ritual no momento do crime. Eles chegaram a ficar com queimaduras por tentarem apagar o fogo, mas a menina teve quase 100% do corpo queimado.

“Foram ouvidas várias testemunhas, os médicos que atenderam a menina e a perícia mostraram que não se tratava de acidente doméstico, mas sim homicídio envolvendo familiares e tudo indica que foi praticado durante ritual de evocação e incorporação de espírito”, complementou o delegado.

Os suspeitos de envolvimento no crime foram presos na operação “Incorporação da Verdade”, deflagrada pela Polícia Civil. Eles foram submetidos a exames de corpo e delito e ainda serão ouvidos. As investigações estão em andamento. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, além das prisões.

As prisões valem por 30 dias, segundo o delegado. Ele informou que ainda falta entender a dinâmica do homicídio e também as motivações da morte. Na internet, circulam informações que a criança estava doente e que o suposto líder espiritual teria prometido uma cura durante o ritual. A informação não foi confirmada pela Polícia Civil.

No dia do crime, a criança foi levada hospital Frei Gabriel, em Frutal. Devido à gravidade dos ferimentos, ela foi transferida a um hospital em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, onde morreu.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia investiga caso da criança de 2 anos achada ao lado da mãe morta em SC

Bebê estava ao lado da mãe quando foi encontrada após 20 horas do acidente

Segurança

Tragédia: Carro tem teto arrancado e motorista morre em grave acidente em SC

Uma das hipóteses é de que o motorista tenha se perdido na curva devido à baixa visibilidade e atingido o caminhão

Segurança

Homens que enganavam e sequestravam caminhoneiros são presos em Itapema

Os homens têm entre 24 e 34 anos e possuem antecedentes no Mato Grosso do Sul por crimes de roubo, homicídio, estelionato e receptação.

Segurança

Trio envolvido em assalto é preso na BR-101 em Itapema

O crime havia sido praticado no Sul do Estado no começo da manhã de sexta (27)

Segurança

Operação apreende 1 tonelada de tainhas pescadas irregularmente em Bombinhas

Durante a operação foram abordadas duas embarcações que seguiam para cidade de Porto Belo

Mais notícias

Geral

Fortes chuvas e deslizamentos no Pernambuco deixam 33 mortos

Previsão é de que continue a chover forte de hoje para amanhã nos estados de Alagoas, Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte

Mundo

Rússia testa míssil de cruzeiro hipersônico no mar e Putin diz que arma é ‘invencível’

Armas hipersônicas podem viajar a nove vezes a velocidade do som