keyboard_backspace

Página Inicial

Coronavírus

Covid-19: Governo de SC anuncia reforço da vacina partir do dia 15 de setembro

Os primeiros grupos contemplados serão os idosos com mais de 70 anos

X
Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Ainda em setembro, o Governo de Santa Catarina vai iniciar a aplicação das doses de reforço contra a Covid-19. A informação foi divulgada na terça-feira (31). Os primeiros grupos contemplados serão os idosos com mais de 70 anos que serão atendidos de forma escalonada. A partir do dia 15 de setembro a aplicação em pessoas com alto grau de imunossupressão será iniciada.

Entre os idosos, serão imunizados apenas aqueles com mais de 70 anos e que receberam a segunda dose ou dose única há pelo menos seis meses. Assim como ocorreu nas campanhas de primeira dose, a aplicação começará pelas pessoas de mais idade, divididas em quatro grupos etários:

idosos de 85 anos e mais;

idosos de 80 a 84 anos;

idosos de 75 a 79 anos; e

idosos de 70 a 74 anos.

Já as pessoas imunossuprimidas, que começam a ser imunizadas a partir da segunda quinzena do mês, poderão tomar a dose de reforço após 28 dias depois da última dose do esquema básico, segundo a Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina).

Campanhas

O início depende do envio de novas remessas pelo Ministério da Saúde. Além da dose de reforço e da segunda dose, Santa Catarina contará, em setembro, com o início da imunização de adolescentes de 12 a 17 anos, além dos adultos remanescentes.

O quantitativo de doses direcionadas para as três campanhas será definido a cada remessa. A princípio, a CIB (Comissão Intergestores Bipartite) tinha definido a distribuição meio a meio para adolescentes e grupos alvos da terceira dose.

A Pfizer será o único imunizante utilizado nos jovens por ser a única vacina liberada até então para o grupo. Aos imunossuprimidos a orientação é a mesma, entretanto, “outras vacinas poderão ser utilizadas de maneira alternativa aquelas de vetor viral como as dos fabricantes Janssen ou AstraZeneca/Fiocruz. Neste caso, a Dive realizará a recomendação conforme as remessas de vacinas”, informou a Diretoria.

Documentos para imunossuprimidos

 Cadastros já existentes nas Unidades de Saúde ou outros serviços dos municípios que comprovem a condição;

Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa, contendo a descrição do CID e prazo de validade de 1 ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados;

Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa;

Prescrição médica ou exames ou receitas que deixem claro a condição da pessoa considerando o prazo de validade de 1 ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados.

Fonte: Visor Notícias

Coronavírus

Santa Catarina não tem mais regiões no nível gravíssimo para Covid-19

A partir desta semana, a matriz apresenta uma nova região de saúde, a do Vale do Itapocu, que foi separada da Nordeste

Coronavírus

Ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa

Coronavírus

Decreto prevê retomada gradual de shows e eventos em Santa Catarina

Novas portarias da Secretaria de Estado da Saúde serão publicadas em breve com as regras de funcionamento

Coronavírus

Máscaras irregulares vendidas ao governo de SC serão devolvidas à empresa na próxima segunda-feira

Nesta sexta, os servidores da pasta farão a contabilidade dos itens devolvidos no almoxarifado da Secretaria, em Florianópolis

Coronavírus

70% das cidades catarinenses não registraram mortes por Covid-19 em setembro

Das 295 cidades catarinenses, 204 não registraram óbitos no mês de setembro

Mais notícias

Segurança

Polícia encontra 1,1 mil quilos de maconha dentro de camionete em SC

A camionete havia sido roubada em Cascavel, no Paraná, e estava com placas clonadas

Segurança

Corpo de recém-nascido é encontrado em terreno baldio

Ainda não há confirmação de quem é a vítima e o que aconteceu