keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Corte no orçamento federal atrasa ainda mais entrega de obras, diz FIESC

Projeto de Lei Orçamentária Anual 2021 previa R$ 271,6 milhões para infraestrutura, considerando as emendas parlamentares, mas o governo federal cortou R$ 136,5 milhões

X
Foto: Divulgação

“O corte no orçamento federal para obras de infraestrutura atrasa ainda mais a previsão de entrega de rodovias fundamentais para a competitividade de Santa Catarina”, avalia o presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar. O Projeto de Lei Orçamentária Anual 2021 previa R$ 271,6 milhões para infraestrutura, considerando as emendas parlamentares, mas o governo federal cortou R$ 136,5 milhões, ou seja, uma redução de 50%. A medida afeta a execução de obras nas BRs 470, 282, 280, 163 e 285 (veja detalhes abaixo). 

A decisão não prejudica apenas Santa Catarina, mas todas as unidades da federação e decorre da necessidade de priorizar o enfrentamento da pandemia e de criar programas sociais. “A recorrente falta de recursos evidencia que é fundamental termos marco regulatório e estrutura institucional adequada para viabilizar os investimentos privados no setor de infraestrutura. Além disso, precisamos estruturar um banco de projetos viáveis e atraentes ao setor privado, pois existe disponibilidade de recursos no mundo em busca de bons projetos para investir”, afirma, lembrando que o orçamento da União é muitíssimo inferior à demanda catarinense, e, mesmo assim, todos os anos, o estado é surpreendido com corte de recursos. “Vamos avaliar com a bancada federal catarinense alternativas buscando reverter pelo menos uma parte do corte”, acrescenta.

Aguiar lembra que em março, Santa Catarina registrou recorde na movimentação de cargas nos portos. “Isso mostra que a nossa economia está ativa e os portos são eficientes. Somos uma plataforma logística fundamental para a economia brasileira. Respondemos por 20,2% da movimentação de todos os contêineres brasileiros. Mas o acesso aos portos e as nossas rodovias estão em condições precárias e não temos ferrovias. Na prática, a única rodovia federal duplicada em Santa Catarina é a BR-101, que, inclusive, também está congestionada e sem condições de trafegabilidade no trecho Norte”, completou Aguiar. 

Fonte: Visor Notícias

Cidades

Trabalhador é soterrado durante obra de tubulação

O trabalhador apresentava dores do lado direito do tórax e tinha um corte lacerante na parte direita do rosto

Cidades

Deputada Paulinha pleiteia Delegacia Regional para atender as demandas de Bombinhas, Itapema e Porto Belo

Mais uma causa abraçada pela deputada Paulinha para a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI). Depois de conquistar a instalação de uma sede da CIRETRAN regional em Itapema, um pleito […]

Cidades

Denúncias para limpeza de terrenos crescem depois de notificação da Prefeitura de Piçarras

Proprietários ou possuidores de terrenos notificados têm até esta segunda-feira (29) para efetuar limpeza

Cidades

Profissionais de saúde de Porto Belo recebem novos uniformes

A Secretaria de Saúde optou por jalecos aos médicos, enfermeiros e técnicos e coletes aos demais colaboradores, como agentes comunitários, atendentes e auxiliares de limpeza

Cidades

Entrevista: Prefeito de Porto Belo fala sobre importantes obras na cidade

O Visor Manhã desta quinta-feira (29) recebeu o prefeito de Porto Belo, Emerson Stein, para uma conversa sobre importantes obras que estão sendo feitas e planejadas na cidade. Acompanhe a conversa.

Mais notícias

Segurança

Autor de chacina em Saudades recebe alta da UTI

Informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Regional de Chapecó

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]