keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Cooperativa instalará nova indústria de óleo com 195 mil m² em Chapecó

O projeto da nova Indústria, iniciado em janeiro de 2020 e concluído em fevereiro de 2022, triplicou a capacidade de processamento de soja da cooperativa

Divulgação

Dia 25 de fevereiro de 2022, às 9 horas, a Cooperalfa inaugura o maior empreendimento industrial de seus 55 anos de história. Trata-se da Nova Indústria de Óleo, com área total construída de 195 mil m², localizada no complexo da Linha Tomazelli, em Chapecó, no Oeste Catarinense. “Os investimentos não podem parar, pois precisamos agregar valor aos negócios da cooperativa, afim de mantê-la competitiva no mercado”, declarou o presidente Romeo Bet.

O projeto da nova Indústria de Processamento de Soja, iniciado em janeiro de 2020 e concluído em fevereiro de 2022, triplicou a capacidade de processamento de soja da cooperativa, passando de 700 toneladas/dia para 2 mil toneladas/dia, de extração de óleo vegetal e subprodutos como farelo e casquinha. “Esse empreendimento de aproximadamente R$ 300 milhões materializa o trabalho das mais de 21 mil famílias associadas que, ao longo das mais de cinco décadas de história, cultivam os princípios do cooperativismo, trabalhando com esforço e dedicação para agregar valor à produção agropecuária”, declarou o 1º vice-presidente e diretor da área industrial da Cooperalfa, Cládis Jorge Furlanetto.

O coordenador técnico do projeto, engenheiro civil Andrísio Bet, informou que a nova indústria irá processar 33.300 sacas de soja diariamente (oriundas de SC preferencialmente, pela maior viabilidade tributária). Considerando que, em 22 de fevereiro de 2022, o valor da saca é de R$ 192, esse volume representa cerca de R$ 6,4 milhões movimentados por dia, com a indústria funcionando 24 horas ininterruptas. Além da indústria de esmagamento de soja, o projeto contempla também a construção de estrutura para armazenagem a granel, para 1.250.000 de sacas de soja, além do silo já existente com capacidade para 1.213.000 de sacas.

Segundo Andrísio, as obras da Tomazelli movimentaram, no pico da execução, um total de 300 pessoas terceirizadas de 30 empresas fornecedoras, incluindo serviços das áreas civil, elétrica, mecânica e de automação. Depois de concluída, passa a movimentar uma média de 300 caminhões diariamente. “Uma obra que entra para a história”, observou.

Com relação ao quadro funcional, num primeiro momento, a Alfa deverá manter a mesma equipe de colaboradores da indústria de óleo junto à matriz, ajustando aos poucos conforme necessidade, uma vez que a mudança de perfil da mão de obra será inevitável, pois deixará de ser uma fábrica sem automação para outra totalmente automatizada. O gerente da indústria, engenheiro de alimentos Júlio Tamilo Bridi, pondera que pode haver a necessidade de remanejar ou readequar profissionais de algumas funções operacionais para funções técnicas, relacionadas a questões de mecânica/elétrica/automação e segurança da nova indústria. “E o mais importante, a Alfa continuará valorizando e investindo na capacitação de seus funcionários para as novas tecnologias”.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações

Geral

Quina de São João: Moradores de Bombinhas, Itajaí, BC e Camboriú ganham prêmios

Cerca de 32 apostas de SC acertaram na Quina de São João

Geral

Mega-Sena: Quatro apostas de SC ganham mais de R$ 30 mil

Apenas um jogo, do Estado de São Paulo, acertou seis números e vai receber o prêmio de R$ 78 milhões

Geral

VÍDEO: Presidente Jair Bolsonaro manda abraço para Itapema

Bolsonaro esteve no evento acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações