keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Consultora comenta os perfis dos imigrantes italianos no Brasil

Entre 1876 e 1920, vieram para o Brasil cerca de 1.243.633 imigrantes italianos, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) compartilhados pelo site Oriundi. Entre 1876 e 1900, a emigração atingiu todas […]

Entre 1876 e 1920, vieram para o Brasil cerca de 1.243.633 imigrantes italianos, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) compartilhados pelo site Oriundi. Entre 1876 e 1900, a emigração atingiu todas as regiões italianas, sobretudo as áreas do norte, incluindo três que, de forma conjunta, ofereceram quase metade (47%) do contingente migratório: o Vêneto (17,9%), Friuli Venezia Giulia (16,1%) e Piemonte (12,5%).

Com o estímulo do próprio governo, os italianos ganharam o mundo: os vênetos escolheram o Brasil, ao passo em que os piemonteses optaram pela Argentina. Nas regiões da Itália central, por sua vez, a emigração foi dividida entre os países do norte da Europa e os destinos transoceânicos. Desses imigrantes, uma minoria escolheu explorar outros países da América Latina, como Venezuela, Uruguai e Peru, ainda de acordo com o site.

A partir de 1860, os italianos que tinham o desejo de recomeçar a vida fora de sua terra natal começaram a partir com navios a vapor de Gênova, na esteira do desenvolvimento do transporte marítimo que estabeleceu a conexão entre o continente americano e europeu. 

À primeira vista, os italianos e seus descendentes podem parecer todos iguais, mas basta olhar mais de perto para perceber uma série de diferenças sociais e culturais. É o que afirma Lilian Ferro, CEO da Simonato Cidadania, consultoria para o reconhecimento de cidadania italiana.

Ela confirma que Vêneto foi a região da Itália que mais enviou imigrantes para o Brasil. Oitava maior região do país, Vêneto tem 4,2 milhões de habitantes e sete províncias: Belluno, Pádua, Rovigo, Treviso, Veneza, Verona e Vicenza.

“Assim como o Brasil, há na Itália uma porção do território menos industrializada e rural e outra mais cosmopolita, urbanizada. Além disso, muitos imigrantes vieram para trabalhar nas lavouras, ao passo que outros vieram para a cidade, refletindo o que faziam na Itália”, explica Ferro.

Segundo a CEO da Simonato Cidadania, essas diferenças se refletem nos povos que aqui chegaram. “Basicamente, o Sul é a região de pessoas que trabalham na terra, e o Norte é mais cosmopolita, embora isso não tenha tanto haver com a imigração, pois 60% da imigração veio do norte da região do Vêneto”, explica Ferro.

Estimativas indicam que o Brasil possui, hoje, cerca de 25 milhões de ítalo-descendentes. Com isso, o país é hoje a nação com o maior número de descendentes fora da Itália. 

Para mais informações, basta acessar: https://www.simonatocidadania.com.br/

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Menina de BC luta contra o tempo e precisa de R$100 mil para cirurgia

CONTRIBUA CLICANDO AQUI Uma menina de 11 anos, moradora de Balneário Camboriú, precisa de ajuda para arrecadar R$100 mil e poder levar uma vida normal. Geovana luta contra uma escoliose agressiva e dolorosa. O desvio […]

Geral

Atropelado em rally de velocidade, espectador será indenizado após amputação da perna

A recente decisão é do juízo da 2ª Vara Cível da comarca de Itajaí, na região do Vale do Itajaí

Geral

Escola de cães-guias de BC precisa de famílias socializadoras e doações

Instituto Hellen Keller completou 22 anos de atuação em Balneário Camboriú e já formou inúmeros cães-guias

Geral

Morre aos 108 anos o policial mais velho de Santa Catarina

Natural da cidade de Florianópolis, Osvaldo começou a trabalhar em 1944 e foi para a reserva em 1967

Geral

Tempestade de causou destruição no RS avança para Santa Catarina

A chuva deve permanecer em Santa Catarina até quinta-feira (18). A partir daí, a previsão é de frio intenso pelo estado

Mais notícias

Cidades

Itapema realiza audiência para apresentação da LDO 2023

A reunião aconteceu nesta segunda-feira (15/08) auditório da Prefeitura de Itapema

Cidades

Vereador Xepa pede brinquedos para crianças com deficiências nos parques de Itapema

O vereador se une à uma luta de muitas mães de filhos e filhas especiais