keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Consórcios intermunicipais de saúde receberão emenda de R$ 20 milhões

A confirmação da liberação dos recursos ocorreu nesta segunda-feira (3)

Os 15 consórcios intermunicipais de saúde, pela primeira vez em sua história, vão receber R$ 20 milhões do orçamento do Estado para ampliar o acesso aos serviços de alta e média complexidade ambulatorial e hospitalar. A confirmação da liberação dos recursos ocorreu nesta segunda-feira (3), durante reunião extraordinária da Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa, pelo secretário da Fazenda Paulo Eli, que afirmou já ter a autorização do governador Carlos Moisés (PSL) para fazer o repasse. Uma reunião técnica na sexta-feira (7), às 11 horas, vai definir os detalhes de como e quando será feito o pagamento.

O presidente da comissão, deputado Marcos Vieira (PSDB), destacou que a emenda coletiva dos deputados em 2019, incluída na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), sugerida por ele, foi uma iniciativa para levar o recurso ao maior número de municípios possível, indo direto a uma demanda que é comum a todos os catarinenses. Ele enfatizou que a confirmação do pagamento é uma vitória para a saúde dos catarinenses.

Vieira lembrou que a primeira proposta para destinar recursos aos conselhos de saúde foi realizada há cinco anos pelo ex-deputado Fernando Coruja. O valor na época era de R$ 5 milhões, mas o governo estadual acabou não pagando.

“Nosso estado é um exemplo do sucesso do cooperativismo, do associativismo e de ações que integrem esforços em busca de melhorias. Os consórcios intermunicipais estão sem dúvida neste rol. Hoje cobrem mais de 80% dos municípios catarinenses, facilitando à população o acesso a consultas, exames e demais serviços de saúde. São iniciativas como esta que merecem todo nosso apoio, e por isso é uma excelente notícia a confirmação do pagamento, ainda mais após o secretário Paulo Eli afirmar que tem a intenção de tornar este repasse uma ação continuada do Estado”, ressaltou o deputado Marcos Vieira.

O secretário da Fazenda afirmou que os R$ 20 milhões destinados a essa emenda parlamentar já estão disponíveis no Tesouro do governo estadual, faltando apenas estudar a forma técnica de como será viabilizado o repasse aos consórcios intermunicipais de saúde. “O governador já determinou a liberação e nós, das Secretarias da Saúde e da Fazenda, temos o compromisso de fazer esse repasse ainda este ano, dependendo apenas desta viabilização técnica.”

Paulo Eli observou que a receita do governo melhorou neste último mês e garantiu que dinheiro para saúde não está faltando.

Instrumento de apoio
Os consórcios são um instrumento de apoio à gestão municipal, parceiros dos demais entes federativos, que desenvolvem programas de interesse comum por meio de ação coletiva, com vistas à consolidação do processo de regionalização. A diretora-executiva do Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisnordeste/SC), que abrange 16 municípios da região Nordeste do Estado e mais Piên (PR), Ana Maria Groff Jansen, explicou o trabalho realizado por eles e agradeceu ao presidente da Comissão de Finanças pelo trabalho em prol dos consórcios intermunicipais de saúde. 

Os deputados presentes na reunião por videoconferência destacaram a importância dos consórcios para Santa Catarina e o momento histórico desta conquista do repasse de R$ 20 milhões. O deputado Milton Hobus (PSD) disse que o momento é importante e a saúde sempre é um peso muito grande para os prefeitos, principalmente nos pequenos municípios, que são maioria no estado. “Os consórcios têm ajudado em muito na resolutividade no atendimento à saúde”, comentou.
A deputada Luciane Carminatti (PT), vice-presidente da Comissão, também enalteceu a confirmação do pagamento da emenda. Disse que o secretário Paulo Eli tem sido parceiro da Assembleia no atendimento à população.

O deputado Jair Miotto (PSC) falou que a confirmação do repasse é uma grande conquista histórica para Santa Catarina e que a reunião da próxima sexta-feira será importante para definir a forma técnica do pagamento. Os deputados Marcius Machado (PL) e Sargento Lima (PSL) também avaliaram como importante a confirmação do pagamento e parabenizaram o trabalho da Secretaria da Fazenda ao atender a emenda da Assembleia Legislativa.

Política

Moisés é absolvido em julgamento e deve voltar ao cargo de governador em Santa Catarina

Por seis votos contrários ao afastamento, o governador volta ao cargo no Estado

Política

AO VIVO: Acompanhe a votação que decide o futuro de Carlos Moisés

O Tribunal Especial de Julgamento vota o primeiro pedido de impeachment contra o governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) nesta sexta-feira (27) no Plenário da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Clique aqui para […]

Política

2º Turno: Eleitor não pode ser preso a partir desta terça-feira

Restrição a detenções vai até 48 horas após o segundo turno

Política

Câmara de São José ampliou economia e relacionamento com a população

Presidente da Câmara e vice-prefeito eleito, Michel Schlemper, faz balanço positivo da gestão que se encerra em dezembro

Política

Vereador e candidato derrotado à Prefeitura de Garopaba é preso em Brasília

Prisão preventiva foi decretada no final do mês de outubro, na Operação Ordem Urbana II, mas Luiz Antônio de Campos, o Luizinho, estava livre porque a legislação eleitoral proíbe a prisão de candidato nos quinze dias anteriores ao pleito, salvo em flagrante delito

Mais notícias