keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Conheça a primeira mulher que será governadora de SC

Santa Catarina terá pela primeira vez uma mulher como governadora. Na terça-feira (27), a atual vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido), assumirá o governo do Estado, após o afastamento de Carlos Moisés (PSL), por conta da […]

X

Santa Catarina terá pela primeira vez uma mulher como governadora. Na terça-feira (27), a atual vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido), assumirá o governo do Estado, após o afastamento de Carlos Moisés (PSL), por conta da decisão do Tribunal Especial de Julgamento na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), que ocorreu na madrugada deste sábado (24). Reinehr também era alvo de denúncia, que foi rejeitada. A votação ficou empatada e foi o voto do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina), Ricardo Roesler, que definiu a manutenção de Reinehr no governo.

Daniela Cristina Reinehr nasceu no dia 4 de abril de 1977, na cidade de Maravilha, Oeste de Santa Catarina. Aos 43 anos ela se tornará a primeira mulher a assumir o governo de Santa Catarina. Reinehr, inclusive, já havia comandado interinamente o Estado entre os dias 6 e 17 de janeiro, durante licença de Carlos Moisés. Casada e mãe de dois filhos, Reinehr é advogada há 19 anos, com experiência em Direito Empresarial, Administrativo, Comércio Exterior e Direito Civil. Além disso, é produtora rural, ex-policial militar, empreendedora e defensora das causas de pessoas com necessidades especiais.

Daniela Reinehr formou família em Chapecó, onde passou a dedicar-se ao exercício do Direito. Foi na cidade também que ela decidiu ingressar na vida política. Na época da campanha eleitoral em 2018, foi considerada uma outsider, como quase todos os candidatos do PSL, partido pelo qual ela concorreu às eleições ao lado de Carlos Moisés e que deixou em 2019.

Durante a campanha, Reinehr costumava dizer que não queria ser uma “vice decorativa” (em alusão à carta do então vice-presidente Michel Temer à presidenta Dilma Rousseff, que se tornou pública em 2015. Ele viria a assumir o cargo de presidente cerca de um ano depois após o impeachment de Rousseff) e que estaria à disposição sempre que o partido requisitasse.

Reinehr ingresso no partido em 2018 após despontar como uma liderança do movimento Nas Ruas, em Chapecó. A princípio, era pré-candidata a deputada estadual. Na convenção do partido na época, depois da decisão de apresentar um candidato ao governo, o nome da novata na política surgiu com destaque. Assim, Reinehr passou a ocupar, em 2018, a segunda posição mais importante do Executivo estadual.

Fonte: ND+

Política

Moisés é absolvido em julgamento e deve voltar ao cargo de governador em Santa Catarina

Por seis votos contrários ao afastamento, o governador volta ao cargo no Estado

Política

AO VIVO: Acompanhe a votação que decide o futuro de Carlos Moisés

O Tribunal Especial de Julgamento vota o primeiro pedido de impeachment contra o governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) nesta sexta-feira (27) no Plenário da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Clique aqui para […]

Política

2º Turno: Eleitor não pode ser preso a partir desta terça-feira

Restrição a detenções vai até 48 horas após o segundo turno

Política

Câmara de São José ampliou economia e relacionamento com a população

Presidente da Câmara e vice-prefeito eleito, Michel Schlemper, faz balanço positivo da gestão que se encerra em dezembro

Política

Vereador e candidato derrotado à Prefeitura de Garopaba é preso em Brasília

Prisão preventiva foi decretada no final do mês de outubro, na Operação Ordem Urbana II, mas Luiz Antônio de Campos, o Luizinho, estava livre porque a legislação eleitoral proíbe a prisão de candidato nos quinze dias anteriores ao pleito, salvo em flagrante delito

Mais notícias