keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Confiança do empresário catarinense tem quarta alta consecutiva em agosto

Em agosto, em relação às expectativas para os próximos seis meses, o ICEI registrou o maior patamar desde o início da pandemia.

X
Foto: Divulgação Fecomércio

Pelo quarto mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) registrou alta em Santa Catarina. Em agosto, o indicador apresentou 65,6 pontos no estado e 63,2 pontos no Brasil. Conforme análise do Observatório FIESC, o resultado reforça o quadro otimista com o cenário econômico atual. Desde abril, são acumuladas altas de 8,4 e 9,5 pontos em Santa Catarina e no Brasil, respectivamente. Em agosto, em relação às expectativas para os próximos seis meses, o ICEI registrou o maior patamar desde o início da pandemia. Na comparação com julho, houve aumento expressivo deste quesito, com avanço de 1,6 pontos, chegando a 67,9 pontos.

“Temos diversos indicadores que apontam que estamos retomando a economia. Há segmentos que enfrentam problemas de abastecimento de matérias-primas e aumento de custos, mas o avanço da vacinação e a volta das atividades impulsionam o consumo”, afirma o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

A análise do Observatório FIESC destaca que o aumento progressivo na confiança do empresário industrial está altamente relacionado ao rápido avanço recente no ritmo da vacinação. Em Santa Catarina, a cobertura atingiu 57,5% da população e, no Brasil, 54,8% com ao menos a 1ª dose aplicada.

O ICEI mede dois indicadores: a confiança nas condições atuais, que compara o mês de referência em relação aos últimos seis meses, e a expectativa, que projeta a visão do empresário para os próximos seis meses. O crescimento do indicador é um sinal importante que antecipa a disposição das indústrias em voltar a investir.

Condições atuais continuam favoráveis

Em relação ao Índice de Condições Atuais, que representa a percepção da situação atual da economia e das empresas, Santa Catarina foi em direção oposta ao visto no cenário nacional.

Enquanto o Brasil obteve alta de 1,8 pontos em relação ao mês de julho, o estado registrou queda de 1,2 pontos no Índice. Entretanto, o Estado se mantém acima da média nacional, indicando que o empresário industrial catarinense está com uma percepção mais otimista da economia do que no restante do país.

Fonte: Visor Notícias

Economia

Gasolina mais barata do Brasil: Procon faz posto vender combustível a preço de custo em SC

Procon vai penalizar outros postos e obrigar estabelecimentos a vender gasolina por 24 horas a preço de custo

Economia

Gasolina e gás de cozinha aumentam de novo; Preço do botijão já chega há R$ 130

Mesmo sem a Petrobras aumentar o preço do produto nas suas refinarias, já soma alta de mais 5%

Economia

Setor de serviços cresce 17% em SC no acumulado do ano, aponta IBGE

O crescimento catarinense foi o quarto maior entre todos os estados. A média nacional ficou em 10,7%

Economia

Porto Belo tem 3ª melhor gestão em finanças de Santa Catarina

Índice avalia questões como autonomia, gasto com pessoal, capacidade de investir e investimentos em educação e saúde

Economia

PIB de Santa Catarina avança acima da média nacional e chega a 9%

Santa Catarina ocupa um das melhores posições de crescimento econômico no cenário nacional

Mais notícias

Famosos

Influencer Virgínia Fonseca anuncia pausa nas redes sociais após morte do pai

Influenciadora contou que está bastante abalada pela perda de Mário Serrão, de 72 anos

Tempo

Chuva de granizo é registrada na Serra em Santa Catarina

Neste domingo (19), moradores de Lages, na Serra Catarinense, registraram chuva de granizo. O fato ocorreu no bairro Sagrado Coração Jesus. A moradora Ieda Barroso, relatou que a chuva intensa foi de cerca de 15 […]