keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú defende construção do Parque Inundável na CDL

A diretoria do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú defendeu a importância da criação do Parque Inundável para garantir o abastecimento de água das cidades de Camboriú e Balneário Camboriú. O Parque Inundável multiuso […]

A diretoria do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú defendeu a importância da criação do Parque Inundável para garantir o abastecimento de água das cidades de Camboriú e Balneário Camboriú. O Parque Inundável multiuso tem como objetivo regularizar a vazão do Rio Camboriú e conter cheias nas áreas ribeirinhas. A defesa foi feita durante reunião convocada para discutir a situação hídrica regional, realizada na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Balneário Camboriú. A CDL vai oficiar as prefeituras das duas cidades beneficiadas com o parque de que é favorável à obra.

A reunião contou com a participação de representantes da diretoria da CDL, o presidente da AMPE, Nivaldo Ávila dos Santos, o diretor executivo da Acibalc, Fernando Assanti, integrantes do Fórum Permanente da Sociedade Civil Organizada e da Comissão de Meio Ambiente da OAB-BC.

A ideia do Parque Inundável foi sugerida pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú como a solução mais eficiente para os dois momentos extremos do Rio Camboriú: estiagem e cheia. Além de aumentar a disponibilidade hídrica e deter as vazões de cheias, o projeto também será um espaço para uso recreativo e de conservação ambiental dessa área.

Segundo o professor da Univali e doutor em Ciências Naturais, Paulo Roberto Schwingel, estudos realizados pelo Comitê indicam que o potencial hídrico do Rio Camboriú, sem a construção de área de reservação, é suficiente para garantir o abastecimento somente até 2027. De acordo com o presidente do Comitê, Gilmar Pedro Capelari, pequenas atitudes individuais também ajudariam a reduzir o consumo de água.

Em Balneário Camboriú o consumo médio diário por pessoa é de 300 litros de água. Em Camboriú esse número varia de 130 a 150 litros por pessoa. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), 110 litros de água por dia é suficiente para atender as necessidade básicas do ser humano. A construção do parque tem um custo estimado em R$ 100 milhões, já considerando os valores a serem pagos com indenizações.

O Parque Inundável será de responsabilidade da Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa). O local terá capacidade para armazenar de 2 a 3 bilhões de litros de água bruta para serem usadas quando necessário.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Menina de BC luta contra o tempo e precisa de R$100 mil para cirurgia

CONTRIBUA CLICANDO AQUI Uma menina de 11 anos, moradora de Balneário Camboriú, precisa de ajuda para arrecadar R$100 mil e poder levar uma vida normal. Geovana luta contra uma escoliose agressiva e dolorosa. O desvio […]

Geral

Atropelado em rally de velocidade, espectador será indenizado após amputação da perna

A recente decisão é do juízo da 2ª Vara Cível da comarca de Itajaí, na região do Vale do Itajaí

Geral

Escola de cães-guias de BC precisa de famílias socializadoras e doações

Instituto Hellen Keller completou 22 anos de atuação em Balneário Camboriú e já formou inúmeros cães-guias

Geral

Morre aos 108 anos o policial mais velho de Santa Catarina

Natural da cidade de Florianópolis, Osvaldo começou a trabalhar em 1944 e foi para a reserva em 1967

Geral

Tempestade de causou destruição no RS avança para Santa Catarina

A chuva deve permanecer em Santa Catarina até quinta-feira (18). A partir daí, a previsão é de frio intenso pelo estado

Mais notícias

Cidades

Itapema realiza audiência para apresentação da LDO 2023

A reunião aconteceu nesta segunda-feira (15/08) auditório da Prefeitura de Itapema

Cidades

Vereador Xepa pede brinquedos para crianças com deficiências nos parques de Itapema

O vereador se une à uma luta de muitas mães de filhos e filhas especiais