keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Cinco pessoas são presas por envolvimento no latrocínio de ex-vereador em SC

Uma força tarefa esclareceu o latrocínio de um ex-vereador de Garopaba, de 85 anos, e indiciou em inquérito policial os cinco envolvidos no crime. Dois deles continuam foragidos. Os outros três estão presos. O latrocínio […]

X

Uma força tarefa esclareceu o latrocínio de um ex-vereador de Garopaba, de 85 anos, e indiciou em inquérito policial os cinco envolvidos no crime. Dois deles continuam foragidos. Os outros três estão presos.

O latrocínio aconteceu na manhã do dia 18 de outubro quando dois suspeitos ingressaram na casa da vítima e, após rendê-lo e agredi-lo, acabaram rendendo também a esposa de 72 anos.

No momento em que os criminosos amarraram a esposa da vítima e tentaram estrangulá-la, o ex-vereador teria conseguido, aproveitando-se da distração dos criminosos, acessar sua arma de fogo com intuito de salvar sua companheira. No entanto, a arma falhou e ele entrou em luta corporal com um dos criminosos, conseguindo desferir um tiro na perna de um deles.

Ato contínuo, o segundo criminoso desferiu um tiro na nuca do ex-vereador, que faleceu. Os autores do crime então passaram a ameaçar sua esposa para saber onde estava o dinheiro. Os ladrões deixaram o local com cerca de R$ 7 mil.

A fuga ocorreu num veículo Ford/Fiesta, de cor prata, no qual havia mais três criminosos, sendo um deles identificado como mentor intelectual do latrocínio. Também estava no veículo o motorista responsável pela fuga dos demais e o homem que repassou detalhes sobre a residência, assim como a descrição das vítimas.

Logo depois de os criminosos deixarem o local, e esposa conseguiu se soltar e pedir socorro. Membros da Polícia Civil e Polícia Militar chegaram ao local em menos de 10 minutos. No mesmo dia, iniciaram as investigações para tentar identificar os autores do crime.

Tendo em vista a inexistência de câmeras na residência das vítimas, os policiais coletaram imagens de sistemas de segurança de 34 pontos distintos na região central de Garopaba, que totalizaram 215 GB de imagens, após 32 dias e mais de 540 horas de vídeos analisados e reanalisados. Os policiais então conseguiram identificar o veículo Ford/Fiesta, de cor prata utilizado. Após troca de informações com o núcleo de inteligência da Polícia Rodoviária Federal, foi possível a identificação da placa do veículo.

A partir daí, diligências e medidas cautelares foram representadas pela Polícia Civil por meio da Delegacia de Polícia de Garopaba. Todas as buscas e prisões foram avalizadas pelo Ministério Público e Judiciário.
Em 24 de novembro, após a prisão temporária de um suspeito de 34 anos, motorista do Ford/Fiesta, policiais também conseguiram identificar o mentor intelectual do crime, um homem de 38 anos, assim como um homem de 19 anos, sendo este o criminoso que efetuou o disparo contra o ex-vereador.

As investigações prosseguiram e, no dia 27 de novembro, os policiais identificaram o segundo homem que ingressou na residência das vítimas, de 25 anos. No dia 15 de dezembro, após o cumprimento da prisão temporária do homem de 19 anos e, posteriormente, de um trabalho de campo durante a madrugada, os policiais identificaram o quinto criminoso, de 34 anos, envolvido diretamente no latrocínio, pois repassou detalhes sobre a residência, assim como a descrição das vítimas.

Integração

O sucesso do esclarecimento do crime deu-se após trabalho investigativo da Polícia Civil e a colaboração de membros da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Federal e do GAECO.

Participaram das diligências policiais civis das Comarcas de Garopaba, Imbituba, Biguaçu, DIC Laguna e DIC Palhoça, PMSC de Garopaba (Guarnição Reforçada 2ªCIA/GEIB), Biguaçu (Agência de Inteligência e Pelotão de Patrulhamento Tático do 24º BPM), Palhoça (Agência de Inteligência e Pelotão de Patrulhamento Tático do 16º BPM), Polícia Rodoviária Federal e GAECO/MPSC. Diante do conjunto de elementos colhidos e do vasto material probatório foi representado pela prisão dos envolvidos no delito.

Os cinco envolvidos no crime foram indiciados e denunciados por infringir o disposto no art. 157, § 3o, inciso II, e art. 157, § 2o, II § 2o-A , I, ambos do Código Penal, na forma do art. 70, do Código Penal.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Sicredi inaugura nova agência em Balneário Camboriú

Com foco na expansão e proximidade com a população local, a Sicredi Vale Litoral SC inaugura duas agências na região litorânea nesse mês

Geral

Porto Belo proíbe estacionamento de ônibus e caminhões em vias públicas

A decisão foi tomada após avaliação dos riscos que os caminhões e ônibus causam no trânsito quando estacionados

Geral

Nuvem ‘Shelf Cloud’ assusta moradores de Santa Catarina

Moradores de Porto Belo e outras cidades registraram fenômeno

Geral

Enxurrada faz trecho da rodovia SC-108 desabar na região de São João Batista

A Coordenadoria de Defesa Civil de São João Batista alerta para a formação de uma cratera na SC-108. O trecho, situado na localidade de Domingas Correia, no bairro Fernandes, próximo à Madeireira Puel, está em […]

Geral

126 mil doses da vacina contra o coronavírus chegam hoje a Santa Catarina

Santa Catarina receberá pouco mais de 126 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira, 18. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, que participa nesta manhã do ato […]

Mais notícias