keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Cidade catarinense entra em alerta após aumento dos casos da Síndrome Mão-Pé-Boca em crianças

A Vigilância Epidemiológica da cidade emitiu um comunicado sobre o aumento de casos

X
Imagem Ilustrativa

Unidades de Saúde da cidade de Pinhalzinho, em Santa Catarina, tem reforçado o alerta após o aumento dos casos da Síndrome de Mão-Pé-Boca em crianças do município. A doença, que é altamente contagiosa, tem aumentado entre as crianças.

A síndrome é mais frequente em crianças com menos de cinco anos, mas também pode ser diagnosticada em adultos. Os sintomas surgem de 3 a 7 dias depois da infecção e inclui febre, dor de garganta e falta de apetite. Também ocorrem erupções na boca e bolhas nas mãos, pés e, algumas vezes, nas partes íntimas do infectado.

A Vigilância Epidemiológica da cidade emitiu um comunicado sobre o aumento de casos:

“A transmissão do vírus ocorre por contato com as vesículas, secreção respiratória, saliva e fezes das pessoas que estão infectadas, por isso a importância de isolar sintomáticos de escolinhas e creches, além de higienizar ambientes e brinquedos, lavando as mãos com frequência.

A Síndrome é uma doença benigna e autolimitada, ou seja, assim como vem, vai embora, porém, pode causar desidratação e hipoglicemia quando a criança tem dificuldade de ingerir líquidos e alimentos.

Raramente o vírus pode causar complicações. O Diagnóstico é Clínico. Não há necessidade de nenhum exame de laboratório para a sua confirmação e o tratamento mais importante é manter uma boa hidratação através da oferta de líquidos de forma frequente. A alimentação pode ser a base de alimentos pastosos e frios, como gelatina, pudim e iogurte, conforme aceitação da criança.

Além disso, poderão ser prescritos medicamentos sintomáticos para aliviar a dor e o desconforto. As Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, estão visitando CEIMs e creches domiciliares, e orientando sobre a necessidade de avaliação médica de crianças com sintomas, afastamento das mesmas se for o caso, higienização de brinquedos, fraldários, objetos comuns e lavagem das mãos das crianças e dos profissionais que mantém contato com as mesmas.

Da mesma forma, pede-se aos pais que, caso os filhos apresentem sintomas da doença, procurem a Unidade de Saúde para avaliação e orientações.”

As Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, estão visitando CEIMs e creches domiciliares, orientando sobre a necessidade de avaliação médica de crianças com sintomas e os afastando da turma. Os profissionais vão realizar trabalhos de higienização de brinquedos, fraldários, objetos comuns e lavagem das mãos das crianças e dos profissionais que mantém contato com elas.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Governo de SC apoia municípios atingidos por fortes tempestades

O Governo do Estado estruturou a Defesa Civil Estadual (DCSC) no desenvolvimento de um sistema de monitoramento eficiente

Geral

PGE/SC pede à Justiça liberação imediata de dinheiro bloqueado no caso dos respiradores

O procurador-geral do Estado, Alisson de Bom de Souza, afirma que a obtenção de autorização judicial para o emprego dos recursos na área da saúde é um passo importante

Geral

Três irmãos se negam a tomar vacina em Santa Catarina e morrem com oito dias de diferença

As vítimas são duas mulheres com 53 e 51 anos e um homem de 48 anos. Todos eram agricultores e chegaram a ser procurados em casa por agentes de saúde.

Geral

Milionário catarinense ganha tilápia, queijo e ovos na rifa da Fazendinha

Brandão pediu para que a escola não divulgasse quantos números da rifa ele comprou

Geral

SC distribui 378 mil doses contra a Covid-19 nesta quarta-feira (22)

A distribuição das doses para serem usadas como D1, D2 e dose de reforço começa às 8h

Mais notícias

Coronavírus

Máscaras irregulares vendidas ao governo de SC serão devolvidas à empresa na próxima segunda-feira

Nesta sexta, os servidores da pasta farão a contabilidade dos itens devolvidos no almoxarifado da Secretaria, em Florianópolis

Mercado Imobiliário

Vídeo: Sinergia entre setor imobiliário e turismo garante desenvolvimento para o litoral catarinense

Ligação entre esses dois importantes setores da economia é o destaque desta semana do Mercado Imobiliário SC, do Visor Notícias