keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Chuvas causam deslizamentos e 19 mortes em SP

Cerca de 500 famílias ficaram desalojadas nas últimas 24 horas, segundo o governo do Estado

Foto: Prefeitura Franco da Rocha/Divulgação

As chuvas que atingem o Estado de São Paulo desde a madrugada deste domingo (30) causaram ao menos 19 mortes na Grande São Paulo e no interior do Estado. Entre as vítimas estão 12 adultos e sete crianças. Os óbitos foram confirmados em Arujá, Embu das Artes, Ribeirão Preto, Várzea Paulista, Franco da Rocha e Francisco Morato. Cerca de 500 famílias ficaram desalojadas nas últimas 24 horas, segundo o governo do Estado.

De acordo com o balanço do governo estadual, uma morte ocorreu no Arujá, enquanto outras quatro foram registradas em Francisco Morato. Já em Embu das Artes, os óbitos foram três. Em Franco da Rocha quatro pessoas morreram e outras estão desaparecidas.. A região que mais teve óbitos é a de Várzea Paulista, enquanto Jaú e Ribeirão Preto registraram apenas uma morte em cada município.

As informações foram confirmadas pelo governador João Doria (PSDB), que sobrevoou as regiões alagadas no início da tarde. As chuvas ainda causaram inundações em diversos municípios e a vacinação contra a covid-19 teve que ser cancelada na capital. A decisão foi tomada para preservar a segurança de munícipes e servidores, já que as vacinas seriam aplicadas em áreas abertas.

A previsão é que a vacinação seja retomada normalmente amanhã (31) nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), megapostos e drive thrus.

R$ 15 milhões às cidades afetadas

Diante dos estragos, Doria prometeu destinar R$ 15 milhões aos municípios, em caráter emergencial. O valor será distribuído de acordo com a gravidade da situação de cada local e deve ser utilizado para o aluguel social e obras de encosta. A previsão é que os recursos cheguem amanhã aos municípios. Os valores anunciados serão destinados a quatro municípios:

Arujá: R$ 1 milhão;

Francisco Morato: R$ 2 milhões;

Embu das Artes: R$ 1 milhão; e

Franco da Rocha: R$ 5 milhões.

O governo repassará R$ 1 milhão a cada um dos seguintes municípios interioranos: Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jaú, Capivari, Montemor e Rafard.

Doria disse ainda que cabe aos gestores municipais a gestão para minimizar riscos e desastres no futuro. Ainda assim, afirmou que o governo estadual vai promover apoio às cidades no que for necessário.

A recomendação é que os moradores de áreas de risco não voltem às suas casas, mas se dirijam aos abrigos temporários fornecidos. O retorno às casas para pegar documentos e pertences pessoais deverá ser feito com a orientação da Defesa Civil e demais autoridades.

Doria pede ajuda federal

Em entrevista, Doria disse que mudanças climáticas afetam o Brasil e o exterior. Embora tenha dito que não se deve transferir a responsabilidade à questão climática pelos problemas ocorridos, destacou ser preciso uma atenção maior por todos.

“Os impostos que os munícipes pagam em todas as cidades afetadas também vão para o governo federal”, afirmou Doria.

“Não é razoável que o governo brasileiro, diante de situações de tragédia em Minas Gerais, na Bahia, em São Paulo ou em outros Estados fique esperando que não mais as tenhamos, mas, se houver, é importante que o governo também não só se manifeste, como destine recursos e apoio para que prefeitos e prefeitas se sintam acolhidos”, disse o governador de São Paulo.

Consultados pelo UOL, o presidente Jair Bolsonaro e o Ministério da Cidadania não haviam se manifestado sobre o tema até a última atualização desta reportagem.

Chuvas fortes nas últimas horas

O prefeito de Franco da Rocha, Nivaldo Santos, disse que a topografia facilita deslizamentos quando há fortes chuvas como as que ocorreram nas últimas horas.

O Inmet (Instituto Nacional de Metereologia) emitiu alerta de grande perigo de inundações e deslizamentos no Estado de São Paulo. Segundo o órgão, as chuvas representam risco na Grande São Paulo e em mais nove regiões, além do leste de Mato Grosso do Sul:

Presidente Prudente;

São José do Rio Preto;

Campinas;

Araçatuba;

Araraquara;

Piracicaba;

Bauru;

Ribeirão Preto; e

Assis.

“Chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia [para a região compreendida em todo o domingo]. Grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas, em cidades com tais áreas de risco”, diz o alerta.

Uma cratera se abriu em uma das vias de acesso a Bauru. De acordo com a Defesa Civil, isso acontece devido ao solo saturado. Alagamentos e deslizamentos também foram causados pela mesma condição na cidade.

Três mortos em Embu das Artes

Em Embu das Artes, um deslizamento ocorrido durante a madrugada matou três pessoas no bairro Jardim Pinheirinho. As vítimas são uma mãe e o filho de um ano e meio, além de uma jovem, segundo informações da Guarda Civil Municipal.

Fonte: Uol

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Vídeo: Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Geral

Cápsula do Tempo é descoberta durante reforma de igreja em SC

O objeto tem forma cilíndrica e é desgastado pelo tempo

Geral

Fort Atacadista dá dicas para Arraiá em casa

Para ajudar os catarinenses a caprichar no cardápio, o Fort Atacadista de Chapecó separou algumas dicas indispensáveis para garantir as festanças neste fim de semana

Geral

Porto Belo Outlet Premium oferece até 80% de desconto nas roupas infantis

A ação é uma oportunidade para moradores e visitantes da região aproveitarem a ação de desconto sobre desconto

Geral

Voluntários para trabalhar nas eleições podem se inscrever no Portal do Mesário

Quem tiver interesse em trabalhar nas Eleições 2022, em Santa Catarina, já pode se inscrever no Portal do Mesário

Mais notícias

Geral

Vídeo: Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Segurança

Homem é preso por descumprir medida protetiva contra a ex-mulher em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado