keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Caso Mariane: Pastor pagou R$ 2 mil para assassinar esposa e ficar com amante em Itajaí

Mariane foi morta com 27 facadas e uma pedrada na cabeça; corpo foi achado no rio Itajaí-Açu

X
Foto: Arquivo Pessoal

Mariane Kelly da Souza, de 35 anos, moradora de Itajaí, encontrada morta no rio Itajaí-Açu, em Navegantes, com as mãos e os pés amarrados, foi assassinada pelo marido e mais duas pessoas. Segundo a Polícia Civil, o pastor Jota, com quem ela era casada há 20 anos, foi o mandante e administrador do crime da esposa junto com a amante, que confessou o crime. A vítima foi morta com 27 facadas e uma pedrada na cabeça.

Nesta quinta-feira (22), a Polícia Civil montou uma operação para prender os acusados, um deles conseguiu fugir de ônibus para o estado de Pernambuco. Se trata de um menor, sobrinho da amante do pastor, envolvido com facção criminosa no estado do Pernambuco, que ainda não foi preso. Já o pastor e a amante foram presos no bairro Cordeiros, em Itajaí.

A amante confessou o crime e deu detalhes da execução. Segundo a polícia, o genro dela também confessou o assassinato. Ainda, conforme relatos, o marido de Mariane negou que tenha participado da morte da esposa, mas se contradisse em todos os depoimentos. Para a polícia não há dúvidas, ele foi o mandante do assassinato. No momento da prisão, Jota estava escondido na casa de um outro pastor, que tentou mentir para a polícia, dizendo que o amigo não estava no local. Pressionado a contar a verdade, sob pena de ser acusado junto, o pastor confirmou aos investigadores que Jota estava em sua casa.

A motivação principal do crime, segundo a amante contou aos policiais, era ficar com a posse da casa de Mariane, dinheiro de empréstimo e outros utensílios de valor. A morte da vítima custou R$ 2.000. Após desaparecer, ao sair de uma cafeteria, em Itajaí, onde trabalha, Mariane foi localizada 18 horas depois morta no rio. Nesse período, o marido, chegou a dizer que ela teria entrado em um carro de cor cinza no estacionamento de um supermercado, em Itajaí, e não deu mais notícias. No mesmo dia, a Polícia Civil foi acionada para investigar o caso. Dois dias depois o carro foi encontrado abandonado sem as placas no meio de um mato, o carro é um corsa cinza que está em nome do marido da amante, o qual também é pastor.

Foto: Divulgação

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Autor de chacina em Saudades recebe alta da UTI

Informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Regional de Chapecó

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]

Segurança

Polícia apreende quase meia tonelada de carne estragada em um único mercado

No local, os policiais e os funcionários da Vigilância Sanitária apreenderam grande quantidade de carnes de todos os tipos, as quais estavam impróprias ao consumo

Mais notícias

Segurança

Autor de chacina em Saudades recebe alta da UTI

Informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Regional de Chapecó

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]