keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Caso Lázaro: Família ainda não foi ao IML para reconhecer e liberar o corpo

Nenhum parente ou advogado entrou em contato com o instituto para realizar a intermediação do corpo

X
Foto; Divulgação

A família de Lázaro Barbosa, de 32 anos, que morreu após ser atingido por 38 dos 125 tiros, disparados pelos policiais, na segunda-feira (28), ainda não foi ao Instituto Médico Legal (IML), para retirar o corpo. Segundo informações da Record TV, nenhum parente ou advogado entrou em contato com o instituto para realizar a intermediação do corpo para seu sepultamento. Há medo dos familiares em relação à repercussão alcançada no caso.

O prazo para a retirada é de 30 dias, mas pode ser prorrogado. A reportagem do Fala Brasil apurou que há uma orientação para toda a família aguardar para realizar a retirada, uma vez considerada a possibilidade de reação dos habitantes locais.

A expectativa é de que a família retire o corpo do IML e o leve para Edilândia, povoado de Cocalzinho, onde o corpo deverá ser sepultado. No entanto, não há previsão de data para a retirada.

Foram 20 dias de uma megaoperação, com envolvimento de mais de 270 policiais, helicópteros, cães farejadores e equipamentos de alta tecnologia. Segundo o secretário de Saúde do município, Rui Borges, geralmente os corpos da cidade são enviadas ao IML de Luziânia (GO). No entanto, como o caso é de grande repercussão, ele passará por necrópsia no IML da capital, Goiânia.

Nesta segunda, as autoridades realizaram um cerco que durou 12 horas até culminar na captura e morte de Lázaro. A troca de tiros com os policiais ocorreu em uma mata situada nas imediações da casa da ex-sogra, em Águas Lindas (GO).

Onde o corpo deve ser sepultado

O corpo de Lázaro deve ser sepultado no cemitério de Edilândia, distrito de Cocalzinho de Goiás, onde está enterrado o irmão do criminoso. Segundo informações do site Metrópoles, a tia materna de Lázaro, Zilda Maria de Sousa, de 54 anos, informou que os familiares aguardam a liberação do corpo pelo (IML) para organizar o velório.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Professor que abusava de alunas é condenado a 31 anos de prisão

Um professor de cidade do norte do Estado foi condenado a 31 anos e um mês de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática do crime de estupro de vulnerável contra três vítimas diferentes, ao […]

Segurança

Polícia dá dicas de como não cair no “Golpe do Amor”

Os golpistas buscam dados de suas vítimas em aplicativos de relacionamento e namoro. O primeiro contato é feito pelo site de relacionamento e depois pelo WhatsApp. Após iniciar conversas amorosas com fotos de uma pessoa […]

Segurança

Acidente com dois carros deixa seis pessoas feridas no Oeste catarinense

O acidente foi uma colisão frontal entre um Ford/Fiesta e um Volkswagen/Voyage

Segurança

Adolescente de 14 anos mata o avô a facadas para saber como é matar alguém

O adolescente foi ouvido pela Polícia Civil, que representou por sua internação provisória

Segurança

Idoso morre afogado após cair com carro em rio

Um idoso de 67 anos morreu afogado na madrugada deste sábado (31) após capotar o carro na ponte Nova Estrela, em São Ludgero, e cari no rio. O carro ficou parcialmente submerso no rio e […]

Mais notícias

Segurança

Professor que abusava de alunas é condenado a 31 anos de prisão

Um professor de cidade do norte do Estado foi condenado a 31 anos e um mês de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática do crime de estupro de vulnerável contra três vítimas diferentes, ao […]

Segurança

Polícia dá dicas de como não cair no “Golpe do Amor”

Os golpistas buscam dados de suas vítimas em aplicativos de relacionamento e namoro. O primeiro contato é feito pelo site de relacionamento e depois pelo WhatsApp. Após iniciar conversas amorosas com fotos de uma pessoa […]