keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Casal irá a júri popular por morte de bebê em Caçador

Após analisar as evidências, a 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caçador denunciou o homem, de 21 anos, e a mulher, de 20 anos, pelo crime de homicídio triplamente qualificado

Divulgação/CNJ/Visor Notícias

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) ofereceu denúncia contra o casal acusado de agredir e matar um bebê de apenas três meses no mês passado. A 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caçador quer que os réus vão a júri popular por homicídio triplamente qualificado (por motivo fútil, com emprego de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e crime contra menor de 14 anos  – Lei Henry Borel). 

Segundo as investigações, o homem se irritou com o choro do bebê e iniciou uma série de agressões contra ele. A mulher, por sua vez, não fez nada para impedir o ataque, por isso foi denunciada por omissão.  

“Após a fase probatória, que certamente confirmará a autoria e materialidade do crime, bem como as qualificadoras do motivo fútil e da dificuldade de defesa da pequena vítima, o Ministério Público almeja a condenação dos responsáveis pelo Tribunal Popular do Júri”, diz o Promotor de Justiça Marcio Vieira. 

A Vara Criminal da Comarca de Caçador recebeu a denúncia e está analisando as provas para decidir se o casal vai ou não a júri popular. A pedido do MPSC, o processo corre em segredo de justiça. 

Relembre o caso 

No dia 18 de julho, o bebê foi levado ao hospital Maicé, em Caçador, pela suposta agressora, em estado grave. Ele apresentava lesões no cérebro, nas costas, na face e em outras partes do corpo e sofria uma parada cardiorrespiratória. Os primeiros exames médicos concluíram que o bebê havia sido agredido brutalmente. No dia seguinte, ele foi levado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis, mas não resistiu e morreu.  

A mãe, venezuelana, contou à Polícia Civil que vinha deixando a criança com o casal para poder trabalhar fora. Ela foi avisada pela própria cuidadora que o filho estava no hospital de Caçador e acompanhou os últimos momentos de vida dele em Florianópolis.   

O casal de cuidadores foi preso em flagrante no dia das agressões e teve a prisão preventiva decretada no dia em que o bebê morreu. O homem, de 21 anos, e a mulher, de 20 anos, permanecem reclusos à disposição da Justiça. Ele está no Presídio Regional de Caçador e ela está no Presídio Feminino de Chapecó. 

Saiba Mais: 

A recém sancionada Lei Henry Borel (14.344/2022) tornou o homicídio contra menor de 14 anos crime hediondo. Sendo assim, o crime passou a ser inafiançável e insuscetível de anistia, graça e indulto. A Lei é uma homenagem ao menino Henry, morto aos quatro anos de idade no Rio de Janeiro após ser espancado na casa da mãe e do padrasto. 

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Homem furta objetos de uma construção de Itajaí

Roram recuperados dois vasos sanitários novos, duas tampas de vaso sanitário, duas caixas para bacia acoplada e um chuveiro

Segurança

Jovem é preso por apologia ao nazismo em Porto Belo

A operação contou com o apoio da Delegacia de Investigação de Crimes Ambientais e Crimes contra as Relações de Consumo (DCAC) da DEIC/PCSC

Segurança

Homem que dizia incorporar “Madre Catarina” e cobrava por falsas cirurgias espirituais em SC é denunciado

Ele atendia dezenas de pessoas por dia, cobrando o valor de R$ 100 para fazer cirurgias espirituais e consultas

Segurança

Trator resgata carro de luxo que ficou preso em rio de SC

Duas pessoas foram resgatadas pelos bombeiros

Segurança

Integrantes de facção criminosa que mataram Policial Militar aposentado são condenados

Os réus causaram a morte de um policial militar aposentado e lesões corporais contra outros dois homens que estavam no mesmo bar que a vítima. O crime foi cometido por represália às atuações de agentes de segurança pública contra a organização criminosa dos denunciados

Mais notícias

Geral

Santa Catarina vive “rescaldo” do ciclone extratropical

Clima melhora, mas estado tem 83 desalojados e 281 desabrigados

Brasil

Petrobras reduz preços de venda de diesel para as distribuidoras

Preço médio de venda de diesel A terá redução de R$ 0,22 por litro