keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Casal é preso tentando esconder mais de 200kg de maconha em SC

O casal recebeu voz de prisão e os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Concórdia

Divulgação

Um casal foi preso com 203,5kg de maconha e 4kg de skank na manhã desta quarta-feira (18) na BR-153 em Concórdia.

A ação ocorreu de forma conjunta entre a PRF (Polícia Rodoviária Federal), PM (Polícia Militar) e PMRv (Polícia Militar Rodoviária de Concórdia). Após buscas pelo veículo suspeito, o homem foi abordado no centro da cidade.

Segundo a PM, o carro era ocupado por um casal. Vários fragmentos de maconha foram localizados no veículo. Diante das suspeitas, os policiais buscaram mais informações e conseguiram achar a droga, que havia sido escondida pelo casal, na mata, no interior de Concórdia.

O casal recebeu voz de prisão e os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Concórdia, onde foi entregue toda a droga e o veículo apreendido.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Segurança

Mulher é jogada para fora do carro em movimento pelo marido em SC

Marido continuou as agressões em casa, onde a vítima acionou socorro

Segurança

Motociclista morre após ser atingido por veículo em Blumenau

Motociclista foi identificado como Marcos Roberto Ronchi de 37 anos

Segurança

Polícia é chamada após mulher embriagada tentar agredir marido com machado em SC

Homem contou que ele acionou os policiais para apaziguar a briga entre o casal

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações