keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Camboriú zera fila por audiometria

 
O Centro de Reabilitação e Fisioterapia (Cerfis) de Camboriú zerou a fila de avalições de audiometria – exame para detecção de alterações auditivas – na última semana de setembro. Com cerca de dez atendimentos diários, a unidade especializada supriu a demanda existente desde o início de 2016. Quase 400 moradores foram atendidos durante este ano.
 
Segundo o fisioterapeuta e coordenador do Cerfis, Renato Augusto Poncelet, quem precisar realizar as avalições consegue agendamento imediato. “Trabalhamos com a referência vinda das Unidades Básicas de Saúde. Assim, agendamos os exames após solicitação de um otorrinolaringologista ou neurologista da rede. Com a higienização da fila de espera, conseguimos ofertar mais agilidade no tratamento de alterações do sistema auditivo e detectar com brevidade, por exemplo, se alguém tem a necessidade do uso de um aparelho auditivo ou possui déficit de atenção impulsionado por isso”, enfatiza.
 
Foram realizados no Centro de Reabilitação e Fisioterapia, entre 1° de janeiro e 31 de agosto, 9.673 atendimentos. Os meses de maio, julho e junho são os com maior assistência: 1.602, 1.430 e 1.417, respectivamente. Dados repassados pela coordenação do local mostram ainda que sessões para tratar casos de lombalgia (dores na coluna) e tendinopatia (inflamações musculares) figuram como as mais recorrentes durante os oitos meses.
 
Dentre outras informações levantadas, estão a predominância de atendimentos para pessoas entre 45 e 70 anos de idade; e moradores do Centro, Monte Alegre, Areias e Rio Pequeno. Além disso, é maior a procura de mulheres pelo serviço.
 
Mirian Valeriano Cavalcante, de 36 anos, sofreu um acidente de trânsito em dezembro e precisou colocar 13 pinos no braço esquerdo. Em cerca de um mês após a cirurgia, a moradora foi chamada para avaliação e iniciou o tratamento. Para melhorar as funções motoras, são feitos exercícios de mobilização do punho e de aumento da amplitude de movimento. Segundo ela, a assistência ofertada já surte efeitos e a auxilia em atividades comuns. “Depois da primeira sessão, já consegui mexer a mão e os dedos, coisas que eu não conseguia logo após o acidente”, enfatiza.
 
Centro especializado em tratamento fisioterapêutico
 
O Cerfis de Camboriú atende pessoas que necessitam de tratamento fisioterapêutico ou fonoaudiológico, referenciados pela Atenção Básica. Para ser atendido na unidade, é necessário que o moradores se consultem com um médico clínico-geral na Unidade Básica do bairro em que residem. Se for identificada a necessidade, o profissional irá encaminhar o paciente para o Centro e, após agendamento, ele entrará na fila de espera. Assim que chamado, o paciente passará por uma avaliação e iniciará as sessões – cerca de dez, podendo aumentar de acordo com a análise da fisioterapeuta para cada caso.
 
Sete fisioterapeutas e três fonoaudiólogos integram a equipe do Cerfis. Para propiciar ainda mais o bem-estar aos pacientes, o Centro possui um carro que faz o deslocamento de pacientes cadeirantes e impossibilitados de se locomoverem sozinhos. A unidade especializada está localizada na R. Porto Alegre, n° 674, no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas – sem fechar para o almoço.

Cidades

Vaquinha arrecada dinheiro para criança atropelada por moto em Camboriú

A família pede ajuda financeira e de materiais para o uso da menina

Cidades

VÍDEO: Caminhão carregado de cerveja perde o freio e tomba na descida do morro de Bombas

Fotos e vídeos mostram a carga de cerveja despejada na pista e muitos curiosos em volta

Cidades

Trabalhadores ficam feridos após caírem de aproximadamente 8 metros em Tijucas

Testemunhas afirmam que os trabalhadores estava com equipamentos de proteção individuais (EPIs)

Cidades

Pedágios caros inviabilizam concessão das rodovias federais catarinenses, diz governo federal

Planos de concessão para as rodovias BR 153, 470, 282 e 280 foram revogados, segundo o secretário Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura, Marcello da Costa Vieira

Cidades

Pesquisa aponta Santa Catarina como destino seguro mesmo durante a pandemia

Entre os que avaliaram o Estado como totalmente seguro, 41% pretendem viajar ainda no segundo semestre de 2020

Mais notícias