keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Bombinhas aposta no novo sistema de água como solução do desabastecimento

A concessionária Águas de Bombinhas trabalha para concluir a obra que garantirá o abastecimento da cidade. Além dos trechos que estão em andamento, a concessionária aguarda a autorização de Porto Belo para retomar o trecho de 2,5 quilômetros no município vizinho.

Neste meio tempo, a instalação do novo sistema continua em ritmo acelerado tanto em Bombinhas quanto em Tijucas. O projeto contempla 27 quilômetros de adutora que levará água bruta da captação no rio Tijucas até o morro de Zimbros, onde está sendo construída a nova Estação de Tratamento de Água.

Nos últimos dias Bombinhas bateu recorde de público reforçando a cidade como um dos principais destinos turísticos do Brasil. A estimativa é de que aproximadamente 500 mil pessoas passaram a noite de Ano Novo no município, o que comprova a grande procura dos turistas pela cidade.

Com o alto número de visitantes, o consumo de água aumenta significativamente e o grande problema é a produção de água. Para abastecer Bombinhas durante os meses mais quentes do ano, são necessários 16 milhões de água por dia, de forma continuada e sem interrupções. Porém, o atual sistema tem capacidade de apenas 8,5 milhões de litros, sem a garantia de continuidade – ou seja, praticamente metade do necessário.

A boa notícia é que a solução está adiantada e esta é a última temporada que a cidade enfrenta este transtorno. De acordo com o diretor-presidente da Águas de Bombinhas, Ricardo Miranda, o cenário da região mudará completamente em alguns meses com a implantação do novo sistema. “A obra vai transformar a realidade do município, melhorando a qualidade de vida da população, o turismo e a economia”, comenta.

São mais de 50 milhões de investimentos somente neste sistema de água, o maior em saneamento do estado de Santa Catarina, com recursos próprios sem depender de contrapartida de recursos públicos. Além de Bombinhas, os municípios de Itapema e Porto Belo também serão diretamente beneficiados com o novo sistema. “Isso porque o manancial que hoje abastece Bombinhas é também compartilhado entre Porto Belo e Itapema. Uma vez que Bombinhas for autossuficiente no abastecimento, o volume de água que hoje é extraído do Rio Perequê fica para os municípios vizinhos”, explica Ricardo Miranda.

Para atenuar a falta de água, a concessionária disponibiliza caminhões-pipa que vêm trabalhando 24 horas para superar as dificuldades de locomoção na cidade. Conforme a diretora-executiva da concessionária, Thaís Forest Gallina, “os pipas não solucionam o déficit de produção de água, mas são um paliativo para quem está desabastecido. Um dos maiores desafios é a logística destes caminhões, por isso trabalhamos também de madrugada para que eles possam circular melhor”. 

Para pedir um caminhão-pipa, o morador deve procurar os canais de atendimento da empresa. Os caminhões ficarão à disposição durante toda a temporada, quando se encerra o período do plano verão.

Cidades

Florianópolis anuncia cancelamento de festa de Réveillon na Beria-Mar Norte

Dinheiro que seria usado nos fogos será investido em cursos de capacitação profissional

Cidades

Joinville procura pacientes para teste de medicamento contra Covid-19

Esse é o único centro selecionado para os testes clínicos no Sul do Brasil

Cidades

Jacaré de grande porte é flagrado tomando banho de sol entre Tijucas e Porto Belo

Animal chamou atenção pelo tamanho, mas não se aproximou das residências

Cidades

Moradores de Porto Belo e Tijucas afirmam ter visto jacaré de grande porte

Vizinhos afirmam que viram o réptil e se assustaram com o tamanho

Cidades

Cachorro com faca cravada nas costas é salvo em clínica veterinária de Santa Catarina

Animal passou por cirurgia e já está disponível para adoção

Mais notícias