keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Bolsonaro poderá passar por cirurgia para retirar parte do intestino

Cirurgião Antônio Luiz Macedo, que está a caminho de São Paulo para Brasília, irá decidir se de fato deve haver a cirurgia

X

Internado desde a madrugada desta quarta-feira (14), no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para fazer exames, após sentir fortes dores abdominais, o presidente Jair Bolsonaro, poderá ser submetido a uma cirurgia de emergência para retirar parte do intestino.

O cirurgião Antônio Luiz Macedo, que está a caminho de São Paulo para Brasília, irá decidir se de fato deve haver a cirurgia. Nenhuma decisão será tomada sem que Macedo avalie antes o presidente.

O médico, que é gastroenterologista e especialista em cirurgia robótica, oncológica e laparoscópica de altas complexidades, foi o responsável por outras cirurgias a que Bolsonaro foi submetido em 2019, em decorrência da facada que recebeu na campanha de 2018.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Deputado catarinense sofre acidente na BR-282

O acidente teria acontecido após o motorista desviar de outro veículo que estava parado sobre a pista

Geral

Penha faz aniversário e quem recebe o presente são alunos da rede municipal

Os novos brinquedos contribuirão para o aprendizado e desenvolvimento das crianças

Geral

Saúde realiza nesta sexta-feira sete cirurgias no Hospital Santo Antônio em Itapema

Secretário de Saúde, Dr. Alexandre Santos, destacou a importância do município realizar este procedimento

Geral

Vetter inicia construção de novo empreendimento em Piçarras

O Sunrise Tower trará uma visão nova do morar à beira-mar com espaços feitos para compartilhar momentos com a família

Geral

Verão dentro do inverno: SC vai registrar até 30°C antes da onda de frio extremo

Temperaturas máximas devem variar entre 25 a 30°C na tarde de domingo

Mais notícias

Geral

Deputado catarinense sofre acidente na BR-282

O acidente teria acontecido após o motorista desviar de outro veículo que estava parado sobre a pista

Mundo

Estados Unidos lançam ataques aéreos em apoio às forças afegãs

Talibã afirmou que ofensiva matou três dos seus combatentes