keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Bebê nasce com três braços, metade do coração e caso intriga médicos

“Meu marido olhou para mim e disse: ‘Tem alguma coisa pendurada no bebê’. Achei que fosse o cordão umbilical, mas era o bracinho dele"

X

Os pais de um recém-nascido, que nasceu com um braço a mais e metade do coração, além de outros problemas clínicos, ficaram surpresos com a condição do bebê. O casal relatou que nenhuma dessas situações foram detectadas durante os exames de acompanhamento pré-natal. O caso aconteceu na Praia Grande (SP). Atualmente o bebê está com cinco meses e já foi submetido a cinco cirurgias.

Michelle Aparecida Pereira Fondos, de 38 anos, mãe do bebê, que ganhou nome de Césas, afirmou que, desde agosto do ano passado, quando nasceu, a criança já passou por cinco cirurgias para corrigir problemas no coração e no diafragma. Ainda, conforme o G1, ela contou que a equipe médica acredita que César seja resultado de gêmeos siameses. Entretanto, o próprio organismo dela combateu o outro filho, deixando apenas alguns membros. O exame genético para confirmar a condição ainda será feito.

Michelle contou que a equipe médica acredita que César seja resultado de gêmeos siameses. Entretanto, o próprio organismo dela combateu o outro filho, deixando apenas alguns membros. O exame genético para confirmar a condição ainda será feito.

Os pais de César buscam realizar a remoção do membro extra por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), entre os 6 primeiros meses de vida e 1 ano do bebê. “A primeira pergunta que eu faço aos médicos é quanto tempo de vida ele tem. Mas ninguém sabe ou pode me responder”, desabafou.

Ainda no parto, o pai de César foi o primeiro a perceber que havia algo errado. “Meu marido olhou para mim e disse: ‘Tem alguma coisa pendurada no bebê’. Achei que fosse o cordão umbilical, mas era o bracinho dele. Foi uma correria com a equipe médica, que com os exames descobriu a malformação dentro dele”, relatou Michelle.

Doações

A família de César abriu uma vaquinha on-line para arrecadar doações a fim de custear remédios, pomadas, soros, leites, seringas de insulina e fraldas que o bebê precisa. Além disso, parte do valor será encaminhado às mães que acompanham bebês na ala da UTI pediátrica do hospital onde a criança ficou internada. “É uma forma que eu achei de agradecer a Deus por tudo que vivemos e ganhamos de bom em nossas vidas”, finalizou Michelle.

Fonte: G1

Geral

VÍDEO: Cobra caninana de quase 2 metros é encontrada no quintal de residência em SC

Cobra tenta subir pela parede para fugir, mas é capturada por biólogo

Geral

Casal esquece de pagar bilhete de loteria e perde R$ 1,4 bilhão em sorteio

A notícia de que o pagamento do bilhete não havia sido gerado foi certificada pela própria loteria

Geral

Família catarinense pede ajuda para cirurgia em menino de 10 anos que pesa quase 200kg

Mesmo seguindo dietas recomendadas e tentando um tratamento com medicação, a mãe conta que o peso do filho segue aumentando

Geral

Menino catarinense vira destaque nacional imitando Silvio Santos e Luciano Hang

A mãe comenta que já pensava em se mudar para São Paulo, pois como estavam muito dias na cidade paulista isso facilitaria a carreira de Nikolas.

Geral

“Transparência das prefeituras deve ir além do discurso”, defende pesquisadora

A pesquisadora destaca também o papel das equipes de comunicação para a transparência das informações

Mais notícias

Utilidade Pública

Águas de Camboriú faz reforços de rede para aumentar eficiência no abastecimento

Os reforços de rede no sistema de abastecimento são fundamentais para gerar mais eficiência e segurança na distribuição de água durante todo o ano. Ao longo do ano passado, a Águas de Camboriú realizou diferentes […]

Coronavírus

Itapema aplicou mais de 1500 vacinas contra o coronavírus

O programa está disponível para público-alvo da primeira fase da imunização conforme o Plano Nacional