keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

BC: Implantação da rede coletora no Estaleiro e Estaleirinho atinge quase 30% da obra

Bairros Estaleiro e Estaleirinho teve mais de 6.700 mil metros de rede executados

A obra de implantação da rede coletora de esgoto nos bairros Estaleiro e Estaleirinho teve mais de 6.700 mil metros de rede executados e 1.300 mil metros de linha de recalque, o equivalente a cerca de 30% do total da obra. Até o momento, 41 ruas foram contempladas, sendo: 32 ruas com a rede concluída – 18 no Estaleirinho e 14 no Estaleiro. Destas, 04 ainda serão repavimentadas e 09 estão com obras em andamento ou com alguma pendência. As obras iniciaram no fim do mês de outubro do ano passado.

“Em algumas ruas o trabalho para implantação da rede é iniciado, mas devido à complexidade do serviço como por exemplo, em casos da necessidade de detonação de rocha que precisa de maquinário e equipamento específico, fica suspenso até conseguirem remover para concluir a rede”, explica o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Nesta semana, estão em andamento três frentes de trabalho: dois trechos na Rua Antônio Torquato; e um na Rua Napoleão Vieira, ambas no Estaleiro. Nos trechos em obras o trânsito fica em meia pista. Na Avenida Rodesindo Pavan, os trabalhos foram suspensos em dezembro e devem retornar após o carnaval, devido ao maior fluxo de veículos neste período.

Sobre a obra

A obra faz parte do projeto de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do Município, sendo contratada pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) e executada pela CFO – Construtora Fonseca e Oliveira LTDA. Compreende a implantação de 32.706 metros de rede coletora e adutora de esgoto; estações elevatórias; poços de visita; emissários e ligações de esgoto nos bairros Estaleiro e Estaleirinho, que levarão os dejetos até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), reduzindo a poluição nos rios e praias. O valor licitado foi de R$ 9.983.766,44 e o prazo previsto para a execução é de 18 meses.

Durante a execução da obra, a Emasa pede a compreensão dos moradores, já que haverá interdição de passagem e movimentação de máquinas e operários trabalhando nas ruas, o que poderá alterar a rotina das pessoas. Também informa que para a execução dos serviços, em alguns momentos serão necessárias interrupções programadas ou até emergenciais no abastecimento de água, já que as redes podem ser próximas, sendo comunicadas via site e Fala Emasa – whatsApp comercial (47) 3261-0000, onde os moradores podem se cadastrar. Essas interferências na rede pluvial podem gerar turbidez da água, então pedimos a atenção e compreensão de todos.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Cidades

Nova Unidade Básica de Saúde é inaugurada em Itajaí

Com 230m² de área, o local atenderá cerca de 2 mil moradores do bairro

Cidades

Porto Belo terá festival gospel com shows nacionais

A proposta em 2022 será diferente dos anos anteriores, dando a oportunidade de os fiéis participarem de dois shows nacionais

Cidades

Balneário Camboriú é a número 1 do Brasil em padrão de vida e sustentabilidade

Ranking avaliou mais de 5 mil cidades brasileiras nos mais diversos setores, como qualidade de vida, tecnologia, inovação, saúde e educação

Cidades

IBGE inicia Pesquisa Urbanística do Entorno dos Domicílios em Piçarras

Pesquisa verifica infraestrutura do município para realização do censo demográfico em agosto

Cidades

Mais de 900 alunos da rede municipal de BC visitaram a roda gigante

Objetivo é ensinar aos estudantes a importância da preservação ambiental para o setor turístico de Balneário Camboriú

Mais notícias

Segurança

Vizinhos escutam gritos de socorro e descobrem que homem foi morto com 29 facadas

A vítima levou 29 facadas no corpo, a maioria na região do abdômen

Segurança

Policial mata a irmã a tiros e é presa pelo marido, que também é PM

Rhaillayne Oliveira de Mello, 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também é PM