keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Baleias-francas aparecem na Praia do Estaleirinho em Balneário Camboriú

Duas baleias-francas movimentaram a praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú, nesta quarta-feira (30). Os cetáceos procuram o litoral catarinense nesta época do ano para terem os filhotes e amamentá-los.

A primeira informação sobre os animais era de que eles estavam presos em rede de pesca. O Grupo de Proteção Ambiental, formado por Guardas Municipais da Prefeitura de Balneário Camboriú, deslocou-se até a praia após um chamado feito às 8h16 pelo 153. Como visualmente não era possível saber se as baleias estavam realmente presas, a Guarda Municipal acionou o Corpo de Bombeiros, que possui lancha, a Polícia Militar Ambiental e o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos. A Secretaria do Meio Ambiente (Semam) também esteve no local.

Segundo a supervisora da Guarda Municipal, Tássia Bruna Carvalho, os animais não estavam presos, mas havia rede de pesca próximo a eles. Por volta do meio-dia, os cetáceos se afastaram da praia. No entanto, é possível que eles voltem ao lugar.

Conforme a médica veterinária do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, Adriane Steuernagel, provavelmente as baleias eram mãe e filhote. “É grande a possibilidade de serem mãe e filhote, porque as baleias-francas vêm para cá para ficar próximo à arrebentação e poupar energia, porque estão alimentando os filhotes e se protegerem dos predadores. Elas estavam no local que deveriam estar”, comenta.

Adriane ressalta que os animais estão bem e que não devem ser afugentados dali. A médica veterinária orienta que redes sejam retiradas do local e que embarcações não se aproximem dos animais. Aproximar-se de qualquer espécie de baleia com motor engrenado a menos de 100 metros de distância do animal é crime ambiental. No entanto, observar os animais do costão não os incomoda, segundo Adriane.

De acordo com o site www.baleiafranca.org.br, do Projeto Baleia-franca, no fim do verão, as baleias francas deixam as áreas de alimentação nas latitudes mais frias e buscam as regiões costeiras onde se concentram para o acasalamento, a parição e amamentação dos filhotes nascidos no ano subsequente à fecundação. De grande porte, as fêmeas, maiores que os machos, podem ter mais de 17 metros de comprimento e pesar mais de 60 toneladas. O corpo delas é negro e arredondado, com manchas brancas irregulares no ventre.

A orientação para a população que observar algum animal marinho em possível situação de perigo é acionar o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos pelo 0800 642 3341.

Cidades

SC registra pior índice de isolamento social desde março

Santa Catarina registrou um índice de isolamento social de 31,3%

Cidades

Criança de 5 anos fica gravemente ferida após carro capotar na BR-101

Um veículo Citröen Picasso capotou na rodovia federal após colidir em uma barreira

Cidades

Duas vítimas de acidente na BR-470 eram primos

Segundo informações, o Pálio onde as vítimas estavam perdeu o controle, rodou na pista e bateu na lateral direita na parte frontal da Van, que seguia viagem no sentido oposto

Cidades

Acidente na BR-470 deixa 3 mortos e 19 feridos

As vítimas foram uma mulher do carro e dois homens. Uma segunda mulher, ejetada do veículo, foi conduzida ao Hospital Santo Antônio

Cidades

Governo de SC lança ‘Balanço Cidadão’ com informações das contas públicas

Contas do Governo Estadual de 2019 foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado

Mais notícias