keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Audiência pública discute ações do coronavírus para os próximos 90 dias em SC

A comissão especial criada pela Assembleia Legislativa para acompanhar os gastos do Estado no combate ao coronavírus realiza na segunda-feira (20), a partir das 14 horas, uma audiência pública para discutir o planejamento do governo estadual no enfrentamento da pandemia nos municípios catarinenses. O encontro será por meio de videoconferência e contará com a participação de dois secretários de Estado e de vários prefeitos.

Conforme o presidente da comissão especial e proponente da audiência, deputado Marcos Vieira (PSDB), participarão o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli; o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro; o presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Orildo Severgnini; representantes de associações de municípios, entidades ligadas à saúde, além dos deputados que integram a comissão.

Prefeitos das principais cidades catarinenses, onde a situação da pandemia tem maior gravidade no momento, confirmaram participação. É o caso dos prefeitos de Joinville, Udo Doehler (MDB); de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM); de São José, Adeliana Dal Pont (PSD); de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB); de Itajaí, Volnei Morastoni (MDB); de Chapecó, Luciano Bulligon (PSL); de Tubarão, Joares Ponticelli (PP); de Caçador, Saulo Sperotto (PSDB); de Concórdia, Rogério Pacheco (PSDB), entre outros.

Para o presidente da comissão especial, a audiência servirá, também, para ouvir as queixas e esclarecer as dúvidas dos municípios sobre o enfrentamento da doença, cujos índices têm piorado nas últimas semanas. “Temos recebido aqui na Assembleia, em especial os nove deputados membros dessa comissão especial, muitas manifestações de prefeitos sobre a preocupação com a gestão da pandemia e a demora no recebimento de recursos do governo federal. O secretário Paulo Eli disse aqui na Alesc que não faltará dinheiro para o combate ao coronavírus. Mas então por que está faltando para remédios e instalação de leitos de UTI? Qual a origem dos recursos? Precisamos saber se o dinheiro doado pela Assembleia Legislativa, Justiça e outros órgãos foi aplicado e onde”, explicou Marcos Vieira.

Geral

Quino, cartunista que criou Mafalda morre aos 88 anos

Argentino ficou conhecido pelas tirinhas da menina Mafalda

Geral

Hábitos saudáveis podem prevenir a obstrução arterial

Sedentarismo, diabetes e colesterol alto são alguns fatores que podem provocar o surgimento e o avanço da doença

Geral

SC ultrapassa a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

O Programa tem parceria com os órgãos públicos, enquanto certificadores dos processos, profissionais habilitados e entidades privadas

Mais notícias