keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Atrações turísticas da campanha O Sul É Meu Destino começam a ser divulgadas

Com o conceito “Sul. Não dá para contar, tem que conhecer” e um investimento estimado em R$ 5 milhões, a campanha quer atingir jovens, casais, famílias e turista de negócios. Para cada um desses segmentos, haverá mensagens específicas

Entrou no ar neste fim de semana nos veículos tradicionais de mídia e nas redes sociais a campanha publicitária do projeto O Sul É Meu Destino, iniciativa surgida em Santa Catarina para divulgar de forma integrada os atrativos turísticos do Sul do país. O projeto foi lançado oficialmente nas última sexta-feira, 25, no 6º Meeting de Turismo que reuniu representantes do setor dos três estados do Sul no Beto Carrero World, em Penha, no Litoral Norte de SC.

Com o conceito “Sul. Não dá para contar, tem que conhecer” e um investimento estimado em R$ 5 milhões, a campanha quer atingir jovens, casais, famílias e turista de negócios. Para cada um desses segmentos, haverá mensagens específicas. Serão anúncios em meios impressos (jornais e revistas), TV e banners em locais estratégicos como metrôs e aeroportos. Nas redes sociais, a estratégia publicitária inclui o engajamento de influenciadores digitais e de personalidades nascidas na região.

Serão quatro fases: a primeira com um personagem de grande apelo nacional; a segunda com youtubers que falam para públicos específicos; a terceira, no Twitter, com celebridades nascidas no Sul. O cantor paranaense Michel Teló, a apresentadora gaúcha Renata Fan e a modelo catarinense Mariana Weickert vão interagir pelas redes promovendo seus estados de origem. Na última etapa, alguns dos mais importantes blogueiros de viagem do Brasil vão divulgar os destinos do Sul nos seus canais. A campanha vai até o dia 23 de setembro com foco nas cidades de Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, responsáveis pela emissão de 70% dos turistas brasileiros.

Segundo pesquisa do Ministério do Turismo, de todos os brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses, 14,4% desejam ir para o Sul. “É neste momento do ano que as pessoas começam a se organizar para viajar no verão. Então, lançar a campanha do Sul do país neste momento faz com que muitos brasileiros possam escolher a região como destino nas próximas férias e deixe de ir para outros lugares do mundo”, complementou o ministro do turismo, Marx Beltrão. Ele projeta que a campanha possa gerar um crescimento de 10% no fluxo de visitantes.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, ressaltou a importância de mostrar os diferentes atrativos da região para todos os brasileiros. “O viajante não fica mais muitos dias em um só lugar, ele quer percorrer vários destinos. Agora teremos a oportunidade de mostrar que ele pode ir ao Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”. O turismo é responsável por quase 13% do PIB do nosso Estado, destacou o secretário. 

Levantamento realizado pelo Ministério do Turismo também revelou que quatro dos 10 destinos mais visitados, em 2016, pelos turistas estrangeiros a lazer no Brasil eram do Sul. “Voltada para os viajantes da América Latina, a campanha da Embratur de verão, no valor de R$ 10 milhões, beneficia muito o Sul do Brasil, porque 50% destes turistas vem para os estados da região”, ressaltou o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz.

Geral

G20 se compromete a garantir acesso global a vacina contra covid-19

Grupo se reuniu no fim de semana, sob a presidência da Arábia Saudita

Geral

Idoso de 90 anos é pisoteado por 40 cabeças de gado

A Rádio Uirapuru informou que o senhor chegou próximo ao currol onde havia uma concentração de mais de 100 gados, quando o rebanho estourou e pisoteou a vítima

Geral

Black Friday do Porto Belo Outlet Premium inova com assistente de compras virtual e descontos de até 80%

Com vitrines e espaço amplo de convivência ao ar livre, o empreendimento é uma opção extremamente segura ao cliente para as compras físicas

Geral

Guarda-vidas sofre mal súbito e precisa ser resgatado em Florianópolis

Após realizar o resgate de uma menina que havia sido arrastada pelo mar, o guarda-vidas civil sofreu um mal súbito

Mais notícias