keyboard_backspace

Página Inicial

Coronavírus

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

X
 NoSystem images/Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para mulheres gestantes. A orientação está em Nota Técnica emitida pela agência.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

“O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica”, ressaltou a Anvisa.

A vacina vinha sendo usada em gestantes com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

São Paulo
Devido a essa orientação da Anvisa, a prefeitura de São Paulo suspendeu preventivamente a aplicação de vacinas contra covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para gestantes. A suspensão será mantida até que ocorra uma nova orientação por meio do Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde.

A vacinação contra a covid-19 permanece em andamento e ganhou novos públicos elegíveis nesta terça-feira (11): metroviários, ferroviários, mães de recém-nascidos com comorbidades e pessoas com deficiência permanente inscritos no Benefício de Prestação Continuada (entre 55 e 59 anos).

*Texto atualizado com os dois últimos parágrafos, que tinham sido publicados originalmente como uma matéria. Os textos foram incorporados em uma única matéria por tratarem do mesmo assunto.

Fonte: Agência Brasil

Coronavírus

Santa Catarina reduz a cinco meses intervalo para dose de reforço em idosos

Santa Catarina terá dose de reforço na imunização de idosos de 60 anos ou mais contra a Covid-19 cinco meses após completarem o esquema vacinal com as duas doses ou a dose única. A proposta […]

Coronavírus

Covid-19: 20 milhões estão com a segunda dose da vacina atrasada

Sem atraso, Brasil teria 80% do público-alvo totalmente vacinado

Coronavírus

Vacinação em SC: Estado avança na imunização, mas alerta para a necessidade da segunda dose

Mais de 64% da população com 12 anos ou mais está completamente imunizada com as duas doses ou dose única da vacina

Coronavírus

SC distribui doses de reforço para trabalhadores da saúde e vacina adolescentes contra a Covid-19

O diretor da Dive, João Augusto Brancher Fuck, esclarece que cada município tem um ritmo de vacinação e é responsável por definir estratégias próprias para a aplicação das doses na população

Coronavírus

Brasil registra menor média móvel de mortes desde o início da pandemia

Seis meses após o pico da doença, vacinação mostra resultados

Mais notícias

Animal

Homem usa jacaré para tentar morder outra pessoa durante briga na praia

Após a confusão, o jacaré foi capturado e solto no Parque Natural Municipal de Marapendi

Brasil

Alerta para temporais, queda de granizo e ventos de até 100km/h em Santa Catarina

No mapa de risco, aparecem quatro Estados Brasileiros: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul