keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Animal de estimação sobreviveu a acidente com três mortos na BR-101

O animal de estimação da família que morreu em um acidente de carro, na tarde de quarta-feira (01), sobreviveu a tragédia. A gata foi resgatada e entregue a família. O acidente que vitimou três pessoas, entre elas a professora Roseli Rockenbach Rodrigues, de 39 anos, seu filho Alisson Rockenbach Rodrigues, de 11 anos e o sobrinho, João Vitor Rockenbach, de 10 anos, ocorreu na BR-101, em Imbituba depois que a condutora teria perdido a direção do veículo, batendo em mureta da ponte sobre o rio Araçatuba.

O carro caiu no rio e rapidamente ficou submerço. Pessoas que testemunharam o acidente, voluntariamente se propuseram a ajudar a família. Muitos se jogaram no rio na esperança de salvar os ocupantes, que não tiveram tempo de sair do carro. O que muitos desconheciam, devido à gravidade do acidente, é que em meio ao desespero, uma gata conseguiu escapar de dentro do carro, sendo resgatada com vida por um popular.

Há poucos dias, Marcia Delaria, enteada do homem que salvou o animal, publicou no seu facebook que estaria com a gata. A publicação teve mais de 140 compartilhamentos, chegando ao conhecimento dos familiares. A filha de Roseli, Angela Rockenbach, reconheceu o animal como sendo de sua mãe. A família então trouxe o animal, que estava em Imbituba, para casa. 

Com informações do portal Vip Social

Geral

Crianças acham que os pais estão dormindo e ficam três dias em casa, com eles mortos na cama

Caso só foi descoberto porque o casal faltou a uma reunião de família

Geral

Centro de Eventos de BC, governador confirma concessão do empreendimento

Até o momento, foram investidos aproximadamente R$ 139 milhões na construção do espaço

Geral

Área recuperada pelo Estado após atuação da PGE vira farmácia no Hospital Infantil

Mudança para o novo espaço facilitou a distribuição e abastecimentos de insumos

Geral

MPSC condena integrantes de facção criminosa por homicídio e ocultação de cadáver

Homicídio triplamente qualificado foi praticado contra integrante de uma facção rival

Mais notícias