keyboard_backspace

Página Inicial

Brasil

Alimentos com alto teor de sódio terão que conter advertência no rótulo, prevê Projeto de Lei do Senado

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo máximo de 2 gramas de sódio por dia, menos de uma colher de chá rasa, mas, de acordo o Ministério da Saúde, os brasileiros consomem atualmente mais do que o dobro desta quantidade

O consumo excessivo de sódio no Brasil é uma das principais causas de doenças como hipertensão arterial sistêmica, obesidade, infarto agudo do miocárdio, derrame cerebral e insuficiência renal crônica. Todos os anos, somente em razão de doenças cardiovasculares, morrem 300 mil brasileiros, segundo o Ministério da Saúde.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo máximo de 2 gramas de sódio por dia, menos de uma colher de chá rasa, mas, de acordo o Ministério da Saúde, os brasileiros consomem atualmente mais do que o dobro desta quantidade.

Além da perda de vidas, o consumo de alimentos com alto teor de sódio eleva o gasto financeiro nas redes pública e privada de Saúde, haja vista o alto custo de medicamentos e procedimentos usados no tratamento dos pacientes, como hemodiálises, implantes de stents e transplantes de rim e coração, entre outros.

Para tentar reduzir essa situação, o senador Paulo Bauer apresentou esta semana no Senado um projeto de lei (PLS 392/2018) que torna obrigatória a rotulagem dos alimentos industrializados com alto teor de sódio. A lista inclui carnes processadas, como presunto, mortadela e bacon, defumados e peixe enlatado, temperos prontos, salgadinhos industrializados e de lanchonete, como chips, amendoins, quibe, pastel e coxinha) e fast-food, como pizzas, hambúrgueres e batatas fritas.

“É fundamental o papel do poder público em implementar medidas que proporcionem efetiva redução do consumo de alimentos com alto teor de sódio. A advertência nas embalagens dará ao consumidor mais condições de escolher alimentos mais saudáveis e estimulará a indústria a reduzir os níveis de sódio em seus produtos, conforme recomendam várias autoridades de saúde, como a Organização Mundial de Saúde”, ressalta o senador Paulo Bauer.

O projeto do senador Paulo Bauer já está tramitando na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) em caráter terminativo, ou seja, uma vez aprovado pelo colegiado, não precisa passar pelo Plenário e segue direto para a Câmara dos Deputados.

Participação popular

O projeto é mais uma proposta apresentada pelo senador Paulo Bauer com base na sugestão de um cidadão catarinense, ou melhor, por uma cidadã. Voluntária na Associação Renal Vida de Blumenau, a empresária Kelly Graff conhece bem a dura realidade de pacientes que sofrem de insuficiência renal crônica.

“Sou transplantada há seis anos e fiz um tratamento de hemodiálise durante dois anos. Hoje sou voluntária de uma instituição que cuida de pacientes renais e muitas pessoas estão em hemodiálise por causa da pressão alta e do consumo de sódio. Muitos acabam nessa situação por falta de informação. As pessoas acabam adoecendo sem saber o motivo”, afirma a empresária.

Kelly considera que a participação popular na formulação de leis é fundamental para melhorar a sociedade brasileira. “Fico contente que minha sugestão tenha virado um projeto de lei. A gente, aos poucos, em pequenos gestos, precisa ajudar a transformar a sociedade em que vivemos”, ressalta.

Lei da Lactose

A participação popular é uma das principais características do mandato do senador Paulo Bauer. Além do projeto que cria o alerta para alimentos com alta concentração de sódio, Bauer é autor da proposta, já transformada em lei, que obriga fabricantes a informarem no rótulo a presença de lactose nos alimentos industrializados. A sugestão partiu de Pedro Michels, morador de Braço do Norte. A aprovação do projeto contou com a contribuição de Jéssica Duarte, moradora de Rio do Sul, que fez um abaixo-assinado na internet com mais de 40 mil assinaturas.

 

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Brasil

Brasil registrou mais de 31 mil denúncias de violência doméstica contra mulheres até julho de 2022

Dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos abrangem atos de violência física, sexual, psicológica, moral e patrimonial; saiba diferenciá-los

Brasil

Luciano Hang almoça com Jair Bolsonaro em churrascaria

O almoço ocorreu antes de Bolsonaro seguir para o Allianz Parque, onde assistiu à vitória do Palmeiras sobre o Goiás

Brasil

Jô Soares morre aos 84 anos em São Paulo

Funeral será apenas para a família e amigos

Mais notícias

Geral

Primeiro clube flutuante de SC naufraga na Ilha das Cabras em Balneário Camboriú

Não havia ninguém no local quando a estrutura se desprendeu. A estrutura ficava atracada na margem direita do Rio Camboriú

Cidades

Força-tarefa de Itapema atuou durante toda a madrugada para diminuir estragos do ciclone

Foram registrados em média 150mm de chuva nas últimas 24h e cerca de 26 mil unidades ficaram sem energia elétrica