keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Alerta: Ciclone Bomba vai provocar ventos de até 90km/h no Sul

Previsão indica mar agitado, frio intenso e até ressaca no Litoral

X

Regiões do Sul do Brasil serão atingidas por um ciclone bomba entre segunda-feira (14) e terça-feira (15). O alerta foi emitido pelo Climatempo. Os ventos serão de 60km/h e poderá chegar até 90km/h, principalmente no litoral norte do Rio Grande do Sul e em toda Costa Sul de Santa Catarina.  

Além disso, há previsão de chuva e frio intenso para diversas regiões. Durante o processo de formação do ciclone bomba, o mar ficará bastante agitado em áreas da costa da Região Sul, e há chance de ressaca no litoral sul de Santa Catarina.

Com relação à chuva, a expectativa é de que os maiores volumes sejam observados apenas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, principalmente entre terça e quarta-feira. No Paraná, a chuva será rápida e se concentra apenas no leste do estado. No Sudeste, na segunda-feira, as rajadas mais intensas podem chegar a 70km/h no litoral de São Paulo, no Rio de Janeiro, no centro-sul capixaba e até em áreas da Zona da Mata de Minas Gerais. Na região da capital paulista, os ventos ocorrem com até 60km/

Com a formação do ciclone e o deslocamento de uma frente fria por alto mar, na altura da costa do Sudeste, pode chover de forma pontual em áreas do leste paulista na segunda-feira. Na terça, a chuva também atinge o Grande Rio e a região dos Lagos, mas sem risco de tempestades.

Fonte: Climatempo

Geral

Hábitos saudáveis podem prevenir a obstrução arterial

Sedentarismo, diabetes e colesterol alto são alguns fatores que podem provocar o surgimento e o avanço da doença

Geral

SC ultrapassa a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

O Programa tem parceria com os órgãos públicos, enquanto certificadores dos processos, profissionais habilitados e entidades privadas

Geral

Santa Catarina é destaque internacional em sanidade agropecuária

Estado ultrapassou a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

Mais notícias