keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Alerta! Bandidos anunciam fretes ‘atrativos’ em SC para sequestrar caminhoneiros

A Polícia Civil de Santa Catarina alerta motoristas de caminhão a ficarem atentos quanto a anúncios “atrativos” para fretes e que na verdade se tratam de uma modalidade criminosa em que criminosos os sequestram e […]

X
Imagem Ilustrativa/Visor Notícias

A Polícia Civil de Santa Catarina alerta motoristas de caminhão a ficarem atentos quanto a anúncios “atrativos” para fretes e que na verdade se tratam de uma modalidade criminosa em que criminosos os sequestram e exigem dinheiro em troca da libertação da vítima.

Segundo o Delegado de Polícia Anselmo Cruz, da Delegacia de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), esta semana houve dois casos de sequestro de motoristas de caminhões de Santa Catarina que foram a São Paulo através de anúncios “atrativos” para fazerem fretes.

Mesmo indo com caminhões vazios, em locais próximos a Osasco (SP), em frente a empresas de logísticas, foram abordados diretamente por assaltantes ou por alguém de jaleco de empresa orientando a seguir para outro portão.

Em ambos os casos realizaram saques nas contas das vítimas, mantiveram os motoristas em cativeiro e passaram a exigir o pagamento de resgate aos familiares. “Sugerimos alerta sobre essa modalidade criminosa e orientamos os motoristas a terem cautela”, ressalta o Delegado. Nas duas situações as vítimas foram libertadas após os familiares procurarem a Polícia Civil, sem o pagamento de resgate. Denúncias podem ser dadas ao 181 ou WhatsApp (48) 98844-0011.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Ladrão invade casa de idosa pelo telhado e tenta estuprar vítima de 73 anos

Polícia Militar relatou ainda que o criminoso roubou a carteira da idosa

Segurança

Briga de família termina em facada em Brusque

Os policiais encontraram um homem ferido e deitado no chão.

Segurança

Cachorro é morto a facadas na frente de crianças em Ilhota

A pena para maus tratos a animais é de dois a cinco anos de reclusão e multa

Mais notícias