keyboard_backspace

Página Inicial

Utilidade Pública

Águas de Camboriú garante padrões de potabilidade na distribuição de água para a população

Padrão de potabilidade são os valores de referência para determinar se uma água pode ser utilizada para consumo humano

X

A potabilidade da água é assunto da maior importância quando se fala em saúde da população. A água representa cerca de 60% do peso de um adulto e especialistas recomendam o consumo de, no mínimo, 2,5 litros por dia. Segundo o gestor de operações da Águas de Camboriú, Arthur May, a água contaminada e fora dos parâmetros recomendados pelos órgãos reguladores, no entanto, pode transmitir diversas doenças aos seres humanos.

Embora tenhamos muita água em mares, oceanos, rios e geleiras, apenas 0,27% da água está disponível para consumo humano, considerando a água subterrânea à 1 km de profundidade. Nosso principal problema com a água é a possibilidade do seu uso para consumo humano, ou seja sua potabilidade.

Conforme o Ministério da Saúde, padrão de potabilidade são os valores de referência para determinar se uma água pode ser utilizada para consumo humano, tais como para beber, preparar alimentos e para higiene pessoal. No Brasil, a portaria que dispõe sobre os procedimentos para controle e vigilância da qualidade da água é aplicada para recursos captados e distribuídas pelas concessionárias como a Águas de Camboriú e para as águas captadas em fontes e poços.

“Os anexos desta portaria determinam padrões microbiológicos, químicos, radiológicos e organolépticos, atestando que o recurso distribuído para a população estão adequados para garantir a saúde”, explica o gestor da concessionária.

Fonte: Visor Notícias

Utilidade Pública

Aquicultores de Bombinhas têm até 31 de março para envio de relatório anual

Os Maricultores que necessitem ajuda no preenchimento do formulário online, podem procurar a sede da Secretaria Municipal da Pesca e Aquicultura

Utilidade Pública

Intervenção em reservatório de água pode afetar abastecimento de água em BC

A Emasa recomenda que caso percebam a falta de água, fechem os registros de entrada dos cavaletes e reabram somente após a normalização, para evitar a ocorrência de água turva.

Utilidade Pública

Legislativo de Itapema pressiona para que obra da Subestação da CELESC saia do papel

No trâmite para a subestação de energia de Itapema sair do papel eram necessárias duas licenças.

Utilidade Pública

Águas de Penha realiza manutenções programadas na rede de distribuição de água

As manutenções programadas são realizadas sempre para melhorias no sistema

Utilidade Pública

Tarifa Social da Águas de Camboriú traz benefícios às famílias da cidade

A Tarifa Social tem duração de 12 meses, com renovação mediante a atualização do cadastro

Mais notícias

Brasil

Auxílio emergencial e criptomoedas deverão ser declarados no Imposto de Renda

Saques emergenciais do FGTS também precisarão ser informados

Coronavírus

Começa distribuição de 3,2 milhões de doses da vacina contra covid-19

Chegada de mais imunizantes permitirá ampliar grupos prioritários