keyboard_backspace

Página Inicial

Notícias Corporativas

AdSense x PubGuru: um comparativo entre plataformas de monetização

Uma das formas mais eficazes de se rentabilizar um site é exibir anúncios em suas páginas. Existem no mercado diversas redes e plataformas de monetização de anúncios que permitem fazê-lo. Entretanto, há duas delas que […]

Uma das formas mais eficazes de se rentabilizar um site é exibir anúncios em suas páginas. Existem no mercado diversas redes e plataformas de monetização de anúncios que permitem fazê-lo. Entretanto, há duas delas que se destacam no mercado, seja pela facilidade de se inscrever, e outra pelos resultados e reconhecimentos adquiridos. São elas o Google AdSense e o PubGuru.

O AdSense, rede de anúncios criada pelo Google, é o método mais comum de monetização com ads, especialmente entre os editores brasileiros. Para criar uma conta na plataforma, o processo é bastante simples e sem requisitos mínimos de tráfego para a adesão. Assim como a inscrição, o funcionamento e configuração também são processos descomplicados e que não necessitam alto grau de conhecimentos técnicos, o que também ajuda a explicar o alto volume de adesão e popularidade.

O objetivo do AdSense é combinar anúncios e sites relevantes com base no conteúdo e audiência do site. Os anunciantes então realizam lances nos blocos de anúncios, e os anúncios considerados vencedores são aqueles com os maiores valores de lances.

A cobrança é feita quando o editor recebe seu pagamento, pois a plataforma cobra uma comissão ao transferir a receita. O AdSense, que se encarrega dos pagamentos e cobranças, paga aos editores 68% da receita pelos anúncios exibidos em um site.

Entre as principais vantagens de se utilizar o AdSense estão o acesso a um grande número de editores presentes no Google Display Network (GDN), testes simples para avaliar as melhores configurações de anúncios e gratuidade da criação da conta.

Entretanto, o AdSense também apresenta algumas desvantagens que podem ser observadas pelo usuário ao utilizar a plataforma, como a limitação das possibilidades de otimização de ads, suporte insuficiente, e principalmente, a falta de transparência em que apenas informações limitadas são compartilhadas com os editores.

O PubGuru, por sua vez, é uma plataforma global de monetização de anúncios, criada pela empresa canadense MonetizeMore. Seu objetivo é ajudar os editores a elevarem sua receita de anúncios através de técnicas da mídia programática

Com a inscrição no PubGuru, e o consequente acesso a redes de anúncios consideradas pelo mercado como premium e ao Google Ad Exchange (AdX), o editor pode negociar os espaços publicitários em múltiplas redes de anúncios. Segundo a lógica de mercado, ofertar os espaços para uma maior demanda e concorrência, levará ao crescimento do preço mínimo recebido por cada exibição de ads.

Assim como a plataforma do Google, o PubGuru possui processos de instalação e configuração simplificados. Para a instalação, basta que o editor copie e cole algumas linhas de código de uma integração JS; enquanto a configuração será assistida por uma equipe especializada em AdOps.

Além da vantagem de exibir os espaços publicitários para anunciantes considerados mais qualificados e que realizam lances mais altos, o PubGuru também oferece um número maior de possibilidades para realizar testes (posicionamento, criativo, carregamento, etc.), possibilidade de intermediação com o Google, dashboard intuitivo e suporte especializado.

Outro fator que difere as duas plataformas, é a presença de maior transparência no PubGuru, pois nela o inventário continua a ser propriedade total dos editores. Não é preciso transferir o DNS do site para o PubGuru, e todos os dados obtidos podem ser verificados. Seu dashboard unifica relatórios, que também contribuem para a transparência de receita de seus parceiros de demanda.

Por outro lado, a alta exigência de tráfego mínimo para ingressar na plataforma é um obstáculo uma desvantagem para muitos editores.

Portanto, olhando para as características e funcionalidades de ambas as plataformas, pode-se concluir que ambas ocupam espectros diferentes dentro do mercado editorial online. Enquanto o AdSense mostra-se como a única opção para editores iniciantes, o PubGuru figura como uma plataforma destinada para editores que já geram receitas com ads e que pretendem impulsionar seu ganhos.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Notícias Corporativas

Um quarto das cidades ainda não conta com iniciativas de coleta seletiva

Cerca de 1400 municípios ainda não apresentam nenhuma iniciativa de coleta seletiva, isso representa 1 em cada 4 cidades brasileiras. Os dados inéditos são da última edição do Panorama dos Resíduos Sólidos, publicação de referência […]

Notícias Corporativas

Gartner indica queda de 12,6% do mercado de PCs no segundo trimestre de 2022

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, destaca que as remessas mundiais de PCs totalizaram 72 milhões de unidades no segundo trimestre de 2022, número que representa uma queda de 12,6% em relação […]

Notícias Corporativas

Mais de 40% dos adultos brasileiros possuem conta em bancos digitais

Os serviços financeiros digitais têm atraído cada vez mais brasileiros. Pesquisa global da Finder, consultoria em investimentos, mostrou que 42,7% dos adultos do país já possuem uma conta em banco digital. O número é 10,7% […]

Notícias Corporativas

Microfranquias crescem e ganham espaço no país

As microfranquias, modelo de baixo custo com investimento inicial de até R$ 105 mil, têm conquistado cada vez mais espaço entre os brasileiros. É o que mostra o levantamento realizado pela Associação Brasileira de Franchising […]

Notícias Corporativas

Abes: setor de TI deve crescer 14% no Brasil em 2022

Apesar de preocupantes, elementos como a inflação e a questão de este ser um ano eleitoral não devem representar um entrave para os investimentos em TI (Tecnologia da informação) no país. Segundo o estudo “Mercado […]

Mais notícias

Geral

Primeiro clube flutuante de SC naufraga na Ilha das Cabras em Balneário Camboriú

Não havia ninguém no local quando a estrutura se desprendeu. A estrutura ficava atracada na margem direita do Rio Camboriú

Cidades

Força-tarefa de Itapema atuou durante toda a madrugada para diminuir estragos do ciclone

Foram registrados em média 150mm de chuva nas últimas 24h e cerca de 26 mil unidades ficaram sem energia elétrica