keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Adolescente achada amarrada em árvore de SC foi morta pelo ex-namorado com ajuda da própria amiga

Ex-namorado pediu para sua irmã, que era amiga da vítima, para ajudar a levar a adolescente até o local onde cometeu o crime

X

Um homem de 21 anos e sua irmã, de 19 anos, foram denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina, pelo feminicídio de uma adolescente que foi encontrada morta e amarrada a uma árvore em Campo Belo do Sul, na Serra Catarinense. O suspeito é ex-namorado da vítima.

Ana Kemilli, de 14 anos, foi asfixiada até a morte no dia 10 de fevereiro. Segundo informações, além dos dois jovens denunciados, um adolescente de 15 anos, também foi identificado pelo envolvimento no crime. O adolescente havia sido internado três dias após o corpo de Ana ser encontrado. Ele confessou o envolvimento na morte da jovem. No entanto, a investigação policial continuou, com a suspeita de que ele não teria agido sozinho.

Conforme a investigação, o crime teria sido planejado pelo ex-namorado, inconformado com o fim do relacionamento que manteve entre 2018 e 2019 com a Ana. Segundo os autos, o acusado teria agredido a garota com um soco e passado a circular armado próximo à casa da vítima.

Emboscada seguida de morte

Inconformado com o bloqueio de seu número pela ex-namorada por causa das mensagens que enviava a ela, o homem teria pedido à irmã, que era amiga da vítima, para visitá-la no dia 8 de fevereiro. O objetivo era convencer Ana a sair para acompanhá-la em parte do caminho de volta para casa. Após as duas se separarem, o adolescente de 15 anos, conhecido da vítima, coagido pelo ex-namorado, mediante a promessa de que o ajudaria em um romance com a irmã, teria abordado a menina. Assim, a fez voltar parte do trajeto até um ponto com alta vegetação, onde o acusado estaria esperando escondido.

Ali, a vítima teria sido atacada pelos dois, levada para o mato e amarrada a uma árvore, onde foi asfixiada. O corpo da adolescente só foi encontrado dois dias depois por vizinhos, ainda amarrado à árvore e coberto por folhas de vegetação local.

Denúncias

Os dois réus adultos, o ex-namorado, de 21 anos, e sua irmã, de 19 anos, foram denunciados pela suposta prática de homicídio, qualificado por motivo fútil. Eles usaram meio cruel (asfixia) para praticar o feminicídio, mediante dissimulação.

O homem está preso preventivamente em Lages. Ele foi denunciado, ainda, por ocultação de cadáver e corrupção de menor de 18 anos. O processo em relação ao adolescente, que cumpre medida socioeducativa de internação corre em segredo de Justiça, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Fonte: Com informações ND+

Segurança

Veja as fotos de ritual satânico feito por estudante de medicina que matou os pais

O caso é investigado pela Polícia Civil, por meio do Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa

Segurança

“O diabo desceu até vós, pouco tempo lhes resta”, estudante de medicina mata os pais em suposto ritual satânico

Após matar os pais, o estudante teria ligado para um familiar e dito que tinha “feito uma bobagem”

Segurança

Bebê de 7 meses é baleada no peito durante assalto em SC

Criança estava no colo do pai quando assalto aconteceu

Segurança

Júri popular de homem acusado de matar mulher de Itapema em SP é adiado

Família de Itapema viajou para São Paulo para acompanhar o julgamento, mas receberam a informação que o júri foi adiado

Segurança

Filho da cantora Walkyria é encontrado morto após fazer brincadeira no TikTok com amigo

Comentários no TikTok fizeram o adolescente tirar a própria vida

Mais notícias

Segurança

Veja as fotos de ritual satânico feito por estudante de medicina que matou os pais

O caso é investigado pela Polícia Civil, por meio do Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa

Segurança

“O diabo desceu até vós, pouco tempo lhes resta”, estudante de medicina mata os pais em suposto ritual satânico

Após matar os pais, o estudante teria ligado para um familiar e dito que tinha “feito uma bobagem”