keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

A cada 15 segundos morre uma pessoa por acidente de trabalho

A cada 15 segundos, uma pessoa morre devido a um acidente de trabalho ou de doença relacionada com atividade profissional. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), tal estatística representa 6,3 mil mortes por dia […]

A cada 15 segundos, uma pessoa morre devido a um acidente de trabalho ou de doença relacionada com atividade profissional. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), tal estatística representa 6,3 mil mortes por dia em um total de 2,3 milhões de óbitos por ano, o que demanda atenção do setor empresarial.

Ainda de acordo com estimativas conjuntas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da OIT, as lesões e doenças relacionadas ao trabalho provocaram a morte de 1,9 milhão de pessoas em 2016. Já as doenças não transmissíveis foram responsáveis por 81% das mortes, sendo as provocadas por doença pulmonar obstrutiva crônica as de maior número, representando 450 mil óbitos.

De forma pontual, no Brasil, nos últimos 10 anos, 22.954 pessoas morreram em acidentes de trabalho. Os dados atualizados do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, desenvolvido pelo Ministério Público do Trabalho, mostram, ainda, que foram registradas 6,2 milhões de Comunicações de Acidentes de Trabalho de 2012 a 2021. No mesmo período, o Instituto Nacional de Seguridade Social do Brasil (INSS) concedeu 2,5 milhões de benefícios previdenciários acidentários.

Para a OIT, uma série de fatores está relacionada a essa realidade, como exposições a longas jornadas de trabalho, à poluição do ar, a substâncias cancerígenas e a riscos ergonômicos.

O fundador e principal executivo do Latin American Quality Institute (LAQI), Daniel Maximilian Da Costa, ressalta que entre os caminhos que colaboram com a mitigação de riscos no ambiente de trabalho e a elevação da reputação corporativa estão as certificações. Ele enfatiza, ainda, que esse conjunto de avaliações pode elencar, inclusive, as práticas ESG – sigla para Ambiental, Social e Governança – visto que, no campo Social, o público interno, como colaboradores, é considerado.

“Cada vez mais, os consumidores estão atentos a todo o processo de elaboração de um produto, e isso envolve também a segurança dos que estão relacionados à cadeia produtiva, ou seja, os colaboradores e fornecedores. À vista disso, uma empresa que busca implementar iniciativas sustentáveis, adotar práticas ESG e, principalmente, certificar-se pelos padrões de Qualidade, tende a ampliar a reputação corporativa nos mais diferentes âmbitos, uma vez que assume um compromisso público”, conclui.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Polícia concede selo “Balada Segura” para discotecas e boates do Estado

O objetivo é valorizar os estabelecimentos que adotem boas práticas e garantir maior segurança em prol dos frequentadores

Geral

Master Clean reinaugura grande loja em Porto Belo

Amigos, familiares e clientes participaram do evento de reinauguração da Master Clean

Geral

Tudo pelo celular! Jovem fica de ‘ponta cabeça’ para tentar recuperar iPhone 13 em SC; Veja o vídeo

A história ganhou repercussão após uma página de humor na internet publicar o vídeo

Geral

Chega ao Brasil embarcação de luxo da Azimut Yachts de 17 metros de comprimento

Azimut 56, fabricada na unidade brasileira da marca, é equipada com 2 motores Volvo 725HP que atingem 32 nós de velocidade máxima

Mais notícias

Geral

Polícia concede selo “Balada Segura” para discotecas e boates do Estado

O objetivo é valorizar os estabelecimentos que adotem boas práticas e garantir maior segurança em prol dos frequentadores

Segurança

Estrangeiro que abusou de criança de 9 anos e estava foragido da Interpol é preso em SC

Ação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF) prendeu idoso de 77 anos