Turismo

Policias argentinos voltam a atuar nas praias catarinenses após 20 anos

Foto: Divulgação

A partir deste mês, policiais argentinos vão se instalar nas praias que mais recebem turistas da argentina em Santa Catarina. O acordo firmado entre o governador de Missiones, Hugo Passalacqua, e o governador Raimundo Colombo retoma um projeto engavetado já 20 anos. Os policiais vão atuar em Florianópolis, Balneário Camboriú, Itapema e Bombinhas para auxiliar os visitantes que enfrentarem algum percalço.

 

O chefe de Polícia de Missiones, comissário general Manuel Mártines Céspedes explicou que a ideia é ter quatro homens, uniformizados para auxiliar os argentinos que precisem de algum tipo de apoio. "Os policiais estarão em Florianópolis, Meia Praia (Itapema), Camboriú e Bombinhas, lugares muito frequentados pelos argentinos", declarou ao jornal Clarin, de Buenos Aires.

Segundo Céspedes, os agentes estarão com uniforme na cor azul para serem facilmente identificados. Ele explicou que os policiais estarão desarmados. Eles não realizarão intervenções diretas no combate ao crime, apenas vão auxiliar os turistas na resolução dos problemas.

 

“Devemos receber cerca de 1,5 milhão de argentinos nessa temporada de verão. No ano passado foram 650 mil, um crescimento muito significativo. Então nós estamos cuidando, em conjunto, e agindo de todas as formas em uma questão básica que é a Segurança Pública na temporada de verão. Mas tratamos também de agilizar a passagem de fronteira que tem entre o Oeste e Misiones para que eles tenham duas alternativas. Tem Dionísio Cerqueira também que faz com que a gente consiga melhorar as questões de trafegabilidade”, explicou o governador Raimundo Colombo.

O acordo de cooperação entre o Governo do Estado e o Governo da Província de Misiones-Argentina e o convênio técnico para viabilizar a vinda de policiais argentinos para a próxima edição da Operação Veraneio 2017/2018, com lançamento oficial previsto para 15 de dezembro. Os atos foram realizados na Casa d'Agronômica, em Florianópolis, com honras militares ao governador da Província de Misiones, Hugo Passalacqua na presença do secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, e cúpulas da Segurança Pública catarinense e argentina e do secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira. 

O  objetivo do acordo de cooperação é de estimular a integração e o desenvolvimento mútuo, buscando mais aproximação econômica e social entre as populações vizinhas, com ênfase nos municípios binacionais que compõem a faixa de fronteira. Pelos próximos cinco anos, o acordo vai promover ações nas áreas de saúde; educação; infraestrutura e logística; desenvolvimento social; trabalho e habitação; desenvolvimento econômico sustentável e ecologia; agricultura; pecuária e pesca; vigilância sanitária; turismo; cultura e esporte; controle e segurança; e assuntos de fronteira. Este documento reedita a cooperação entre os dois lados iniciada em 2003.