Polícia

Policial da reserva deu entrevista após matar esposa em Itapema

O policial da reserva, Luiz Fernando Lopes, confessou ter assassinado a esposa, Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, com um tiro no pescoço. No começo da noite desta quinta-feira, 7, ele se entregou no quartel da PM em Itapema. Dali, foi levado para a DIC (Delegacia de Investigações Criminais) de Balneáiro Camboriú. Luiz Fernando se mostrou uma pessoa fria, capaz de conceder entrevista em busca do paradeiro da mulher, mesmo sabendo que ela já estava morta. 

Lopes conversou por telefone com a reportagem do Visor Notícias com bastante tranquilidade. Durante quase três minutos de conversa ele sustentou que a mulher havia saído para caminhar entre 7h30 e 8h30. Informou que havia ligado para hospitais e bombeiros em busca de notícias. Tentamos contato com ele nesta manhã, via fone e watts app, sem sucesso. 

Durante a tarde ele se apresentou no quartel da PM em Itapema. Lopes indicou aos policiais o local onde havia enterrado o corpo de Karla, na praia de Taquaras, em Balneário Camboriú. De lá foi levado para prestar depoimento na DIC e está detido no comando da PM de Balneário Camboriú. 

O caso está resolvido. Nesta sexta-feira, 8, às 10h, representantes da PM e da Polícia Civil apresentarão os detalhes do caso à imprensa.